sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Carnaval nas Américas: seis festas para aprofundar o conhecimento sobre cultura


O Carnaval é uma excelente oportunidade para aprofundar o interesse de crianças e jovens pelas manifestações culturais, seja na escola ou com a família, por meio de música, arte, moda, história e tantos outros. Os desfiles e os blocos de rua realizados no Brasil são famosos em todo o mundo, mas nossos vizinhos americanos também têm caem na folia. A plataforma Educação&Participação, idealizada pela Fundação Itaú Social com coordenação técnica do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), reuniu seis festas que acontecem nas Américas. 

Confira:

- Canadá:

O Quebec Winter Carnival é celebrado desde pelo menos o final do século XIX, mas apenas em 1955 passou a ser realizado todos os anos. Nas paradas, os destaques são o mascote Bonhomme -- boneco de neve com gorro vermelho --, as luzes e as esculturas de gelo. Há também festas públicas e particulares, shows, queima de fogos e bailes. 

                         

A festividade canadense ocorre tradicionalmente entre o final de janeiro e início de fevereiro, com duração média de 15 dias. O frio e a neve desafiam os foliões a saírem de casa em uma temperatura de até -10º C.

- Colômbia:

O Carnaval da cidade de Barranquilha, na Colômbia, foi declarado Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco em 2003 e é considerada a segunda maior festa do gênero no mundo, atrás do Rio de Janeiro.

Com forte apelo folclórico, é uma celebração que data, pelo menos, desde o século XIX: as atividades da cidade são paralisadas e as ruas são tomadas por foliões.


A Batalha das Flores é o momento mais aguardado e marca a abertura da festa. Liderado pela rainha do Carnaval, o desfile de seis horas traz muita música, fantasias e carros alegóricos. Típicos do Carnaval de Barranquila, os Marimondas são personagens vestidos de capuz com um longo nariz e grandes orelhas. Ritmos típicos, como o mapalé e a cumbia, embalam as atividades e festas ao ar livre.

- Bolívia:

Também reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, o Carnaval da cidade de Oruro teve origem, há mais de dois séculos, na Festa de Ito, comemoração do antigo povo uru para celebrar seus deuses por meio de danças que invocavam as divindades andinas de Pacha Mama e Tio Supay. Remete a antigas tradições indígenas, incorporadas posteriormente à tradição cristã ligada à Virgem da Candelária.


Proibidos pelos espanhóis de honrar suas divindades, os urus as sincretizaram com a Virgem e o Diabo, reforçando a principal característica do Carnaval de Oruro hoje em dia: as Diabladas, danças em que os foliões usam máscaras e trajes demoníacos.


- Trinidad e Tobago:

Trinidad e Tobago celebra o Carnaval no período tradicional, como no Brasil. A festividade, que remonta ao século XVI, é uma das mais importantes da cultura local e foi introduzida pelos franceses, que mantiveram o controle do país até o século XVIII. Na época, os bailes de máscaras eram frequentados apenas para proprietários de grandes plantações.


Impedidos de participar dos bailes, os escravos negros criaram, então, um Carnaval paralelo, que, além de assimilar elementos da festa europeia, caracterizou-se pelo colorido, sátiras e pelo domínio de ritmos afro-caribenhos nascidos no país, como o calipso e, atualmente, a soca. Nas competições musicais, o título de Rei do Calipso (Calypso Monarch) é bastante prestigiado.

- Equador:

No Equador, o Carnaval tem celebrações diferentes. Na cidade de Guaranda, a 220 quilômetros de Quito, acontece uma festa de rua, com brincadeiras que lembram os antigos carnavais brasileiros e seus lança-perfumes. Balões de água, farinha e até mesmo ovos e lama são lançados contra amigos e familiares, mas também em direção a desconhecidos. Uma espuma colorida muito parecida com creme de barbear, a carioca, é bastante popular.


Já em Ambato, localizada a cerca de 150 quilômetros da capital, a festividade recebe o nome de Festa das Flores e Frutas. Mais “moderado”, esse Carnaval existe desde o início dos anos 1950 como uma celebração pelo renascimento da cidade, que sofreu um grave terremoto em 1949, causando a morte de mais de cinco mil pessoas. É caracterizado por festas de rua, concurso de rainha da cidade e carros alegóricos decorados com flores e frutas. Outras cidades equatorianas também comemoram o Carnaval, com música, dança, fantasias e roupas títípicas.

- México:

O Carnaval chegou ao México pelas mãos dos colonizadores espanhóis. É celebrado em mais de 200 comunidades, mas a maior comemoração acontece em Veracruz e chega a durar até nove dias. Os desfiles, concertos e eventos especiais são realizados nos espaços públicos, restaurantes, bares e casas noturnas.


O destaque vai para a Queima do Mau Humor, quando os mexicanos de Veracruz literalmente queimam, na principal praça da cidade, personagens, políticos, ideias, acontecimentos e quaisquer coisas indesejáveis – até vírus e doenças. Durante o ritual é feita a leitura de um texto sobre quem está sendo “queimado”.

Há, então, a escolha da rainha e do rei do Carnaval, as festas e, no final do período, o enterro de Juan Carnaval. Os foliões se vestem de preto como luto pelo fim dos folguedos e realizam a leitura do testamento.



Fonte : Fundação Itaú Social 

Seis orientações para economizar no Carnaval


Enquanto uns querem viajar e descansar, outros preferem cair na folia e curtir as festas. Seja como for, é importante se programar com antecedência: fazer um diagnóstico financeiro, analisar as possibilidades e respeitar o orçamento. É o que orienta o educador financeiro diretor da DSOP São José dos Campos, Silvio Bianchi.

“É muito importante se planejar para comemorações como o Carnaval, que acontecem todos os anos, com antecedência. Deixar para resolver no último momento tende a levar apenas a opções caras, muitas vezes incompatíveis com a situação financeira atual da pessoa ou da família. É preciso evitar o endividamento, afinal não é aconselhável trocar quatro dias de folia por muitos meses de preocupação”, orienta Silvio.

Os gastos esporádicos e não planejados são reduzidos quando a pessoa ou família é educada financeiramente e planeja suas ações com antecedência. A maioria da população não teve a oportunidade aprender a lidar com o dinheiro e, por isso, hoje sofre com a administração finanças, estando a mercê do descontrole. Portanto, é preciso mudar.

Confira seis orientações para economizar no Carnaval:

1- Faça um orçamento:
Para evitar que descontração e a euforia se transformem em preocupação nos meses seguintes, conheça a sua condição financeira, seus ganhos e suas despesas, e elabore um orçamento antecipado de gastos para o Carnaval. Durante o feriado, atenha-se ao planejado;


2- Economize na fantasia:
Se for a um bloco de rua ou festa e precisar de uma fantasia, verifique se não é possível usar a mesma do ano passado. Caso não tenha, é válido emprestar de um amigo ou familiar ou fazer a sua, customizando alguma roupa. O aluguel, geralmente, custa caro;


3- Orce as viagens com antecedência:
Se for viajar, faça as contas e veja quanto pode gastar sem comprometer o orçamento e só então pesquise os melhores os pacotes e condições de pagamento. Agora está em cima da hora, então, talvez, o melhor a fazer seja aproveitar conforme o orçamento mensal permitir, sem se endividar, e se programar para realizar aquele grande plano no próximo ano, já se planejando desde agora;


4- Em casa, evite o desperdício:

Se for descansar em casa, fique atento ao desperdício de água, energia e gás. Ao elaborar refeições, opte por itens frescos, com boa qualidade e preços baixos, como os encontrados em feiras livres e em mercados atacadistas. Contudo, evite o desperdício de alimentos planejando as quantidades das refeições e busque reaproveitar as sobras em novas receitas;


5- Confira eventos gratuitos:
Saiba que é possível curtir o momento sem gastar mais do que pode. Em várias cidades há eventos gratuitos e comunitários, convidativos para toda a família, além de programações especiais em parques. É válido optar pelo transporte publico, evitando gastos com combustível e estacionamento, ou dividir o táxi com amigos;


6- Fuja do consumismo exacerbado:
Por mais que o período seja festivo, mantenha os pés no chão e respeite o seu padrão de vida, para que possa se divertir sem cair no descontrole financeiro. Evite o consumo exacerbado, inclusive de alimentos industrializados e bebidas alcoólicas. Afinal de contas, exagerar não faz bem nem pra saúde física, nem para a financeira.


Autoria: Silvio Bianchi - pós-graduado em Educação financeira, Master Coach, Coach Financeiro, Educador Financeiro DSOP e diretor da Unidade

Dicas para se divertir com segurança no carnaval


O Carnaval está chegando, porém é durante a folia que muitos problemas ocorrem: acidentes de carro, furtos de celulares, roubo de casas e danos a estabelecimentos. O número de acidentes nas estradas durante o feriado é alarmante, segundo a Polícia Rodoviária Federal, em 2016, somente nos quatro dias que marcaram a festa, foram registrados mais de 1700 acidentes nas estradas brasileiras, com um saldo de 1.643 feridos e 106 mortos. Além disso, o feriado também é um dos momentos preferidos de assaltantes para roubo que vão de pequenos objetos até casas.

Como lembra Walter Pereira, Diretor de Linhas Pessoais da seguradora Zurich, a prevenção é a melhor forma de se divertir com segurança. "Em feriados prolongados a probabilidade de furto a residenciais pode aumentar. Manter alguns cuidados pode ser essencial para evitar esse tipo de situação", reforça (caro colega jornalista, leia dicas mais abaixo. Outro ponto importante é ter o cuidado com os aparelhos celulares, bolsas e documentos, já que o clima de descontração do período pode relegar os cuidados a um segundo plano.

Os foliões que pretendem aproveitar a nova onda dos carnavais de rua em cidades como São Paulo ou mesmo as festas mais tradicionais como Rio de Janeiro e Salvador, devem levar em consideração outros cuidados com o celular. "O índice de roubos de celular aumenta drasticamente neste período e recomendamos não carregá-los durante a folia, evitando esse tipo de problema e preocupação", explica o porta-voz.

- Na Estrada:

Aproveitar os dias de descanso e pegar a estrada é sem dúvidas um dos pontos altos de quem se prepara para o feriadão, mas assegurar de que o carro está em boas condições deve fazer parte da lista das prioridades. "As tradicionais dicas sobre cuidados com o carro, devem sempre ser levadas em consideração, mas acima de tudo a ingestão de álcool e direção são sempre o ponto de convergência entre acidentes e precauções não tomadas", salienta Walter Pereira. O Diretor de Linhas Pessoais da Zurich destaca, ainda, a necessidade de checar se está tudo em dia com a apólice de seguro. (caro colega, veja outras dicas mais abaixo.)

Aos que viajarão, lembrem-se de que a contratação de um seguro viagem poderá ajudá-lo a se proteger contra imprevistos como o extravio ou perda de bagagem e até problemas de saúde durante o feriado .

- Dicas se segurança para a residência:

- Seguro residência

Além da proteção contra furto, o seguro residencial pode ajudar com pequenos reparos no dia a dia e ainda auxiliar os moradores em casos de incidentes naturais, como vendavais, granizo, queda de raio. Tudo vai depender do tipo de cobertura e serviços contratados. Ainda assim, pesquisas indicam que apenas 15% das residências no Brasil contam com algum tipo de cobertura. "Acreditamos que isso acontece porque as pessoas têm a percepção equivocada referente ao custo da proteção. É possível proteger uma residência de padrão médio pelo equivalente a R$ 1,00 por dia", diz Walter Pereira, Diretor de Linhas Pessoais da Zurich.

Confira com seu corretor se sua apólice de seguro está em dia. Na correria do dia a dia, imprevistos acontecem e, estar com as parcelas em dia é essencial para conseguir usufruir dos benefícios de sua apólice de seguro e/ou dos serviços a ele agregado. Fique atento, consulte seu corretor.

- 24 horas de proteção :

Muitas seguradoras oferecem serviços que podem ser acionados pela assistência emergencial, tais como chaveiro, vidraceiro, reparos em eletrodomésticos dentre outros, por isso, Pereira recomenda conferir quais são os serviços agregados que sua apólice contempla. "Geralmente, os serviços emergenciais são ofertados a um custo bem acessível, interferindo muito pouco no custo total da apólice", comenta Pereira. Outra vantagem é que o cliente tem a garantia na qualidade da execução dos serviços.

- Parcerias que agregam :

Como há muitas opções no mercado, é sempre bom analisar o custo-benefício do produto adquirido. Na Zurich, por exemplo, os clientes de seguro residência contam com a parceria da empresa com a franquia Maria Brasileira. "O cliente Zurich tem tranquilidade não apenas na proteção de seu imóvel, mas conta com descontos especiais na manutenção do dia a dia da casa, como faxineira, passadeira, além da limpeza e organização interna dos móveis e eletrodomésticos", adianta o diretor. A contratação pode ser feita por período ou diárias, ou seja, adequado à necessidade do cliente.

- Check-up do lar :

Fala-se muito da importância de realizar uma vistoria no carro antes de pegar a estrada, mas ter este tipo de cuidado com a casa também é importante, aconselha Pereira. "Às vezes não damos a devida atenção aos pequenos vazamentos ou mesmo a uma lâmpada que queima com frequência, mas, estes pequenos inconvenientes podem se transformar em um imenso problema. Já pensou em um problema na hora da ceia do natal? Por isso, fazer um check-up do lar é essencial. E o melhor é que muitos seguros trazem isso como benefício. Desta forma, a utilização desse benefício poderia poupar muitos transtornos bem como reais no bolso do consumidor", diz Pereira, recordando ainda que, para quem vai viajar, é sempre bom, antes de sair de casa, certificar-se de que todas as torneiras estão fechadas e retirar os aparelhos elétricos da tomada.

- Facilidades e proteção na palma da mão :

Se mesmo com todos os cuidados um sinistro acontecer, a Zurich oferece aos seus clientes um aplicativo que pode ser baixado no celular e que auxilia o cliente em casos de acidentes ou imprevistos como os anteriormente mencionados. "Com o app da Zurich, em apenas alguns toques, já é possível solicitar atendimento de forma fácil e ágil", explica Pereira.

- Dicas de segurança nas estradas:

- Planeje antecipado

. Planeje suas paradas incluindo cafés e locais de pernoite, se necessário
. Faça uma estimativa realista do seu tempo de viagem, considerando a previsão do tempo que deve ser previamente consultada.
. Dirija somente à luz do dia, se for possível.
. Evite bebidas alcoólicas na noite anterior a viagem e procure ter uma boa noite de sono.

- Cuide da Segurança :

. Verifique se você possui água para beber e combustível o suficiente para sua viagem.
. Sempre avise alguém sobre sua rota de viagem e o tempo estimado até o destino.
. NUNCA pare para estranhos ou mochileiros pedindo carona na estrada. Caso alguém sinalize para que você pare, siga em frente e avise a policia assim que estiver em segurança.
. Verifique se seu celular está completamente recarregado antes de iniciar sua viagem.

.Verifique a manutenção do veículo 
. Tenha certeza que seu veículo está com a manutenção em dia. 
. Procure lembrar se sua bateria apresentou falhas ultimamente.
. Verifique se os pneus estão em boas condições e calibrados corretamente, incluindo o estepe.
. Cheque se o nível do óleo e água do motor estão bons antes da viagem.

- A bagagem :

. Acomode todas as malas e bagagem de maneira segura (apenas no porta-malas, de preferência)
. Evite empilhar outros itens no interior do veículo de forma que atrapalhe a visão dos espelhos do motorista ou de forma que sejam projetadas caso haja uma freada brusca.
. Prenda seus animais de estimação por coleiras ou transportadores.
. Você deve ajustar a calibragem dos pneus em caso de carga extra em seu veículo. Nunca exceda o peso máximo permitido, verificando essa informação no manual do veículo.

- Dirija de forma segura

. Tenha certeza que todos os ocupantes estão usando o cinto de segurança e que crianças estão seguras em suas cadeiras para automóveis.
. Mantenha uma distância segura dos veículos à sua frente - ao menos quatro segundos.
. Lembre-se que o peso adicional pode afetar o tempo de frenagem do seu veiculo.
. Cuidado com outros usuários da rodovia incluindo motos, pedestres e crianças no acostamento. Lembrando que mais pessoas estarão nas estradas durante o feriado e algumas não estão acostumadas com os veículos que estão dirigindo naquele momento.
. Muitos veículos estarão cheios com familiares, logo muitos motorista podem estar desatentos devido às distrações e pelo barulho interno em seus carros.
.Faça paradas a cada duas horas para esticar as penas. Caso sinta muito cansaço pare sua viagem por alguns minutos e descanse.

- Dicas para viagens de avião

Documentos:

.Se você for viajar de avião, verifique a data de validade de seu passaporte e visto inclusive os países que exigem vistos simples e de múltiplas entradas.
.É muito importante entender que a data de validade do passaporte,não se aplica a validade de vistos. Esse cuidado evitará contratempos no ingresso do país de destino.
.Sempre que viajar leve cópia de sua documentação: passaporte,garantia de compra de traveller checks, cartão de crédito, carta de confirmação de curso (quando se aplicar), confirmação de acomodação, voucher do hotel, etc.

Aeroporto :

.Reconfirme suas passagens aéreas com 72 horas de antecedência junto as companhias aéreas para evitar imprevistos.
.Em caso de roubo, furto ou extravio do documento de identificação e se tratando de voos domésticos, o passageiro deve apresentar boletim de ocorrência - BO emitido há menos de 60 dias.

Bagagem:

.Todas as companhias aéreas dispõem de normas específicas de transporte de bagagem. Peso, tamanho e volume das mesmas diferem de companhia para companhia. Excesso de bagagem é taxado por quilo extra. .Lembre-se de reservar alguns dólares para essa situação em viagens internacionais.
.Bagagens danificadas devem ser reclamadas imediatamente a um funcionário da companhia aérea antes de deixar o aeroporto.

Bagagem de Mão :

.Respeitado os limites preestabelecidos pelas companhias aéreas, é importante levar uma muda de roupa na mala de mão para o caso de uma emergência, ou da mala não chegar com você ao seu destino.
.Isso acontece com mais frequência do que esperamos, então melhor prevenir.

Equipamentos Eletrônicos :
.Proteja suas informações com senhas e use sempre o cofre dos hotéis para guarda-los;
.Nunca despache seus equipamentos. Leve-os sempre a bordo com você.
.Sempre transportá-los no porta-malas do táxi para o hotel ou carro alugado.
.Redobrar a atenção durante o check-in do aeroporto e prestar atenção para não esquecer a bagagem nos lobbies de hotéis.

Telefonia :

.Se você for para o exterior, não se esqueça de ativar o roaming internacional ou de levar um chip internacional.
.Em caso de acionamento da Central de Assistência em sua viagem, lembre-se que a ligação será a cobrar. No entanto, se utilizado celular você terá as despesas do roaming. Dê preferência ao telefone fixo quando fizer sua ligação.

Saúde :

Disponibilizamos o link da ANVISA que contém o Guia de Saúde para o Viajante com orientações importantes para proteger sua saúde.
http://www.anvisa.gov.br/sispaf/pdf/guia_de_saude_do_viajante.pdf

Para orientações ao viajante ao país de destino consulte o link http://portal.anvisa.gov.br/roteiro-de-viagem.

Vacinas :

Confira no link abaixo, a Lista dos municípios com recomendação para vacinação contra febre amarela no Brasil.
http://portalsaude.saude.gov.br/images/pdf/2015/novembro/19/Lista-de-Municipios-ACRV-Febre-Amarela-Set-2015.pdf



Fonte: Ludmilla Gutierrez

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Como cuidar bem de seu pet no carnaval


Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo dá dicas de guarda responsável de animais durante o feriado prolongado

O Carnaval normalmente é sinônimo de festa e alegria, porém para muitos animais de estimação esta realidade é bem diferente. Por ocasião do feriado prolongado, muitas famílias viajam e a triste realidade é que algumas delas chegam a abandonar seus animais nas ruas, sem se importar com o sofrimento que este animal passará, os perigos e a saudade dos donos. Organizações não governamentais e centros de controle de zoonoses de várias cidades registram um aumento de até 70% no abandono de pets nos períodos de feriados. 

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP), dando seguimento a campanha ‘Quando a gente gosta é claro que a gente cuida’, em prol da guarda responsável de animais domésticos, destaca orientações importantes para a guarda responsável de pets durante o Carnaval.


De acordo com o presidente do CRMV-SP, Dr. Mário Eduardo Pulga, é preciso conscientizar e a educar da população sobre a importância do tema e as consequências que o abandono pode gerar para a Saúde Única – humana, ambiental e animal. “Em especial em períodos de festas e feriados prolongados, cresce o índice de abandono. Seja qual for o motivo, nenhum deles justifica a crueldade de largar um animal na rua desprotegido.”


Confira algumas dicas e aproveite a folia sem deixar de cuidar do seu pet:

- Hotéis especializados :

A hospedagem em hotéis especializados em pets é comum em todo o País. Opte por aqueles que estejam regulares e registrados no conselho regional de seu Estado. O registro garante a presença de um médico-veterinário responsável no estabelecimento. Dê preferência também a hotéis que tenham espaços de lazer, para que seu pet possa brincar um pouco e até mesmo socializar com outros animais. Observe a higiene do lugar e, caso exista piscina no local, se esta é bem cercada e protegida. Lembre-se de deixar as vacinas do seu animal em dia.


- Cuidadores de pets:

Uma alternativa é optar pelo serviço de petsitter, que são pessoas vão até a sua casa e passam algumas horas por dia com seu bichinho. Os preços dos profissionais variam e dependem de quantas vezes será necessário ir até a residência para dar água, comida, limpar os dejetos do pet e, no caso de um cão, por exemplo, passear com ele. Para os gatos, que normalmente demoram a se adaptar a novos ambientes, essa pode ser a melhor opção. O lado bom é que seu animal não sairá do conforto do seu lar e não ficará completamente sozinho.


- Anfitriões de animais:

Se seu pet é dócil e aceita bem outros animais por perto, você pode também optar por deixá-lo com um anfitrião de animais. Ainda pouco conhecido em algumas cidades, o serviço funciona como uma hospedagem em que a pessoa recebe o pet em casa, o que torna a experiência mais aconchegante e próxima da realidade do bichinho. A vantagem é que este serviço costuma ter um valor mais baixo que dos hotéis e você ainda pode combinar com o anfitrião de mandar fotos, diariamente, para se preocupar com nada.


- Amigos que gostam de animais:

Em último caso, se você sabe de algum amigo que vai passar este período em casa e se dá bem com animais, não custa saber o quanto ele cobraria para cuidar do seu pet, seja indo na sua casa ou hospedando o bichinho. Lembre-se de deixar com ele a ração, a caminha e os brinquedos que seu pet mais gosta, para que ele se sinta mais em casa e confiante.


- Companheiro de viagem:

Que tal experimentar viajar com seu animal de estimação? Se alguns cuidados forem tomados, o nível de estresse pela viagem será reduzido tanto para o pet como para o dono. Se for levar seu animal de estimação com você, primeiro atente-se com as vacinas e aplicação de anti pulgas e carrapatos. Leve na bagagem a carteira de vacinação e repelente e já pesquise clínicas veterinárias próximo ao lugar onde for passar o Carnaval para o caso de emergências. É cada vez mais comum que os hotéis aceitem a presença de animais de estimação, entretanto, procure confirmar esta informação antes de escolher o local em que irá se hospedar. 

Nos passeios de carro, leve em consideração o calor, dando preferência em viajar em períodos do dia em que a temperatura esteja mais amena ou fazendo uso do ar condicionado. E nunca deixe seu pet, nem que por alguns minutos, trancado no carro. 

“A hipertermia (aumento da temperatura corporal) pode levar a uma queda de pressão e o pet pode desmaiar ou até mesmo sofrer uma parada cardíaca”, alerta o médico-veterinário Dr. Rodrigo Mainardi, presidente da Comissão Técnica de Clínicos de Pequenos Animais do CRMV-SP.

Lembre-se também de levar a guia e a focinheira, no caso de animais menos sociáveis ou de raças que tenham como obrigatório o uso. No Estado de São Paulo, o decreto n° 48.553/04 regulamenta quais raças devem utilizar o item, entre elas estão ‘mastim napolitano’, ‘pit bull’ e o ‘rottweiller’.


- Sobre o CRMV-SP

O CRMV-SP tem como missão promover a Medicina Veterinária e a Zootecnia, por meio da orientação, normatização e fiscalização do exercício profissional em prol da saúde pública, animal e ambiental, zelando pela ética. É o órgão de fiscalização do exercício profissional dos médicos-veterinários e zootecnistas do Estado de São Paulo, com mais de 32 mil profissionais ativos. Além disso, assessora os governos da União, Estados e Municípios nos assuntos relacionados com as profissões por ele representadas.



Fonte: Leonardo Fagundes