quarta-feira, 25 de abril de 2018

São Paulo sediará a “Semana do Marrocos”


Entre os dias 27 de abril e 2 de maio, o Turismo do Marrocos estará em São Paulo, no Conjunto Nacional, mostrando a enorme riqueza que esse país oferece aos seus visitantes. A “Semana do Marrocos” será um evento cultural gratuito que contará com diversas atrações da cultura marroquina: apresentações de música e dança, exposição de artesanato, demonstrações da arte de pintura corporal de hena, caligrafia árabe, a tradicional cerimônia do chá de menta e um desfile de cafetãs (peça emblemática do vestuário marroquino).


“O Marrocos está estrategicamente localizado entre o Oceano Atlântico e o Mar Mediterrâneo, o que lhe confere uma geografia peculiar, formada por vales e montanhas que encantam turistas com paisagens arrebatadoras”, afirma Abdellatif Achachi, Diretor Geral do Turismo do Marrocos para Portugal e Brasil. 


“Europa, África e Oriente Médio se misturam, formando um mosaico encantador entre o passado e o presente e reunindo uma incrível diversidade de pessoas”, completa.

Países como o Brasil, tidos como "mercados emergentes", se transformaram recentemente em grandes emissores de turistas para o destino, e parte desse crescimento se dá graças a novas operações aéreas, como as da companhia Royal Air Maroc, que oferece voos diretos do Brasil a Casablanca, saindo de São Paulo e Rio de Janeiro. 


-Marrocos: um destino em ascensão

Porta de entrada para a África, o Marrocos vem se tornando um dos destinos turísticos mais procurados do mundo. Sua arquitetura peculiar, as cidades históricas, os desertos variados, uma gastronomia instigante e a hospitalidade calorosa levam o destino a figurar no topo da lista de desejos dos viajantes.


A indústria turística marroquina vem apresentando uma guinada positiva nos últimos anos. Dados oficiais do país informam que 11,4 milhões de turistas visitaram o país em 2017, um aumento de 10% em relação a 2016. No ano passado, 45 mil brasileiros visitaram o Marrocos.

               


- Serviço:

- Semana do Marrocos


- Data: 27 de abril a 02 de maio

- Horário: 10h às 20h

- Local: Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073 – Consolação, São Paulo)

- Confira abaixo a programação completa do evento:

- Orquestra de música marroquina
A música andaluza, pilar da identidade cultural marroquina, é um gênero musical secular com raízes na música de Portugal e Espanha antes da Reconquista. A sua composição atual, com as transcrições dos cantos e da música, permanece idêntica há 600 anos.

- Cerimônia de chá
O chá de menta, uma das tradições do país, é um verdadeiro ritual, símbolo de convívio, hospitalidade e generosidade do acolhimento marroquino. A bebida é obtida com a infusão de folhas de chá verde e menta verde.

- Tatuagens de hena
As tatuagens em hena são uma tradição e um ritual amplamente difundido. A hena tem uma grande importância simbólica no país.

- Demonstração da arte da caligrafia árabe
A caligrafia árabe, considerada uma arte estética de grande importância, reflete o espírito dessa civilização.

- 28/04 e 29/04
14h, 17h e 19h - Desfiles de Cafetãs
Fruto de um trabalho meticuloso e do saber fazer do costureiro tradicional, o cafetã é um dos trajes tradicionais mais antigos no mundo e uma peça emblemática do vestuário marroquino, símbolo de uma cultura popular fortemente enraizada. Atualmente, com os novos estilistas, o cafetã adquiriu mais força, tornando-se o traje de festa por excelência, usado sobretudo

Fonte: Luciana Paulino

terça-feira, 24 de abril de 2018

Aproveite o melhor do verão europeu em Crans-Montana, na Suíça


Verdadeiro espetáculo de cores no verão, a Suíça atrai a cada ano mais turistas brasileiros. A charmosa região de Crans-Montana destaca-se nesse cenário, graças à vasta oferta de atividades esportivas, culturais e gastronômicas. É ali que está instalado o Guarda Golf Hotel & Residences, um luxuoso resort cinco estrelas que no inverno é uma incrível estação de esqui, transformando-se em um destino perfeito para fãs de esporte e programas ao ar livre quando a temperatura se eleva na Europa.

A partir de 15 de junho, além das disputadas partidas de golfe, os hóspedes poderão participar de eventos de arte e gastronomia. No dia 28 de julho, o casal de artistas Tylek & Tylecek, que assina muitas das obras espalhadas pelo hotel, estará na propriedade para participar de um vernissage em homenagem à sua mais nova exposição, aberta à visitação até 12 de agosto. 



A gastronomia internacional também será apreciada em duas ocasiões, uma no dia 1º de agosto, para comemorar o Swiss National Day, com um almoço especial no terraço, que possui vista panorâmica espetacular dos Alpes, e outra em 11 de agosto, para celebrar a culinária japonesa, durante o Japanese Mountain Day, com uma experiência típica do país no refinado restaurante Mizuki by Kakinuma.

O final da temporada de verão é marcado pela realização do campeonato Omega European Masters, que reúne os melhores jogadores de golfe do mundo, de 6 a 9 de setembro, no famoso campo Severiano Ballesteros, de 18 buracos. O local fica a apenas dois minutos do Guarda Golf Hotel & Residences. Os praticantes do esporte também podem jogar boas partidas no campo Jack Nicklaus, que possui 9 buracos, e está situado bem em frente ao hotel.
 

                                  

Para além do golfe, Crans-Montana também é conhecida pelas trilhas de ciclismo mountain biking, caminhadas nas florestas , ou nos topos de montanhas - destaque para a trilha Bisse du Rô, com vista magnífica e paisagens deslumbrantes. Com as temperaturas mais altas, os turistas também podem praticar esqui aquático e wakeboarding, escaladas nas montanhas e parapente pela floresta, ou até passear de balão de ar quente. Vale reservar um dia para fazer um piquenique ao ar livre em um dos campos.

A região também oferece diversas opções para compras, incluindo artigos de luxo, com marcas como Louis Vuitton, Prada, Hermès e Rolex. À noite, os turistas têm muitas opções de restaurantes e bares para refeições e drinks, como o Cry d’Er Club d’altitude, que funciona também como uma casa noturna no topo das pistas de esqui. 


Durante o verão, outra dica é visitar as diversas vinícolas da região – sim, de lá saem muitos vinhos de excelentes pontuações, mas que não chegam a ser exportados para o Brasil – e os produtores de queijos artesanais nos pastos alpinos.


Fundado pela brasileira Nati Felli e seu marido, Giancarlo, em 2009, o Guarda Golf Hotel & Residences possui 24 quartos, incluindo cinco Junior Suites e sete novos Apartamentos-Suites de 225m², ideais para famílias e grupos de amigos, cada um com três suítes, salas de jantar e estar e cozinha completa. 

A infraestrutura do hotel conta com dois restaurantes - sendo um deles o japonês Mizuki by Kakinuma -, Lounge Bar, fitness room e área interna para prática de golfe, cinema privativo com 15 lugares, biblioteca, sala de bilhar, sala para degustação de charutos, sala de jogos para crianças e salas de reunião para até 120 pessoas. Além disso, destaque para o Guarda Golf Spa, com cabines de massagem e tratamentos com produtos especiais, piscina interna, jacuzzi e saunas seca e a vapor.

O hotel faz parte do selo de luxo “The Leading Hotels of The Word” e da “Suisse Deluxe Hotels” e tem vários pacotes e promoções para facilitar as férias dos brasileiros na Europa, incluindo propostas bem atrativas como “Fique 3 noites e pague apenas 2”, “Fique 4 e pague 3” e “Fique 7 e pague 5”, todas em períodos selecionados.
.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Turquia: um destino para todos os gostos


As múltiplas faces da Turquia a transformam em um destino único: praias belíssimas, ruínas de impérios antigos e grandes cidades cosmopolitas revelam um mosaico cultural surpreendente a um preço acessível para o turista brasileiro.

A Abreu, operadora de turismo especialista em levar turistas aos melhores destinos ao redor do globo, apresenta seis motivos que seduzem o brasileiro neste país que já conquistou os viajantes, sejam eles novatos ou experientes.


1- Culinária surpreendente:

Cada região da Turquia tem sua própria cultura culinária, incluindo ingredientes distintos e modos de preparo peculiares. A cozinha turca vai muito além dos saborosos kebabs e conta com frutos do mar frescos servidos nas mais variadas apresentações, sobremesas deliciosas e cafés da manhã que mais se assemelham a banquetes de um líder do império otomano.

2- Praias paradisíacas:
A Turquia possui algumas das mais belas praias da Europa, com opções que vão desde praias isoladas, que mais parecem cenário de filmes de Hollywood, até praias badaladas, com infraestrutura completa. Ou seja, uma infinidade de alternativas que passam pelo Mar Mediterrâneo e pelo Mar Egeu.


3- Banhos turcos:

A experiência do “banho turco”, mais conhecida como hamam, é a atividade favorita entre muitos visitantes. O ritual é antigo e teve seu início nos primórdios da civilização turca, quando os mercadores chegavam cansados depois de uma longa jornada de trabalho. A experiência de hamam envolve sauna, massagem e um banho relaxante com espuma.

4- Sítios arqueológicos:

Testemunha de muitos impérios e civilizações, a Turquia tem uma quantidade notável de sítios arqueológicos espalhados por todo o país. Dos palácios e mesquitas de Istambul às ruínas de Éfeso e cidades subterrâneas da Capadócia, a Turquia é um paraíso para os entusiastas da arqueologia e da história.


5- Excelentes museus:

Com tanta história, a Turquia também tem muitos museus fantásticos que preservam descobertas de sítios arqueológicos em todo o país. Desde o maior museu de mosaicos do mundo em Gaziantep, até os museus do Palácio do Império Otomano de Istambul, há muito o que visitar.



6- Viagem econômica:

Em comparação aos outros destinos europeus, a Turquia é uma opção extremamente econômica: os pacotes exclusivos da Abreu para Turquia incluem café da manhã, almoço e jantar em quase todos os dias do programa.


Fonte: Luciana Paulino

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Cunha realiza 18ª edição da Festa do Pinhão


Celebrar a natureza, a tradição e a cultura local, ao som de boa música regional. É com esse propósito que a Estância Climática de Cunha realiza a 18ª Festa do Pinhão, de 20 de abril a 6 de maio, e no feriado de 1º de maio, sempre nos finais de semana.

Para este ano, a Secretaria Municipal de Turismo e Cultura da cidade do Vale do Paraíba, no interior de São Paulo, preparou uma extensa programação musical, com apresentações de artistas de variados estilos, como MPB, sertanejo, moda de viola, entre outros.

Mas o destaque é a valorização dos artistas da cidade e da região, a exemplo do cunhense Kleber Oliveira, que tem um programa de música caipira na TV Aparecida e levará seu show para o palco de Cunha no primeiro sábado do evento.

Para dar mais sabor à festa, serão montadas as tradicionais barracas conduzidas por quituteiras e produtores da região que oferecem diferentes pratos doces e salgados feitos com pinhão. Os visitantes poderão saborear caldinho, canjiquinha, farofa, bolos, truta e cordeiro com pinhão e muitas outras iguarias feitas com o produto.

Esses sabores típicos da cidade também estarão em destaque nos restaurantes, cujos chefs a cada ano inovam para oferecer pratos diferenciados com o produto nos cardápios.


- Exposição e cultura do Pinhão:

Paralelamente à festa, o Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Cunha promove a 10ª Exposição Pinheiro Brasileiro, de 21 de abril ao dia 31 de julho. Na abertura da mostra, às 10 horas, haverá a premiação do Concurso de Redação, Frases e Desenhos, promovido nas escolas municipais da cidade; apresentações dos Violeiros de Cunha e do Grupo de Chorinho; atividades para crianças e degustação de pratos elaborados com pinhão.

O pinhão é o fruto da araucária, ou pinheiro brasileiro, uma das espécies mais antigas da flora brasileira. O amadurecimento do pinhão é entre os meses de março e abril e sua comercialização só é permitida a partir de 15 de abril de cada ano. Essa data foi estabelecida em função da necessidade de preservação da espécie e também com a finalidade de garantir a alimentação da fauna silvestre existente nas regiões que apresentam incidência desse tipo de floresta nativa.

Em Cunha, a colheita do pinhão ocorre há muitos anos e representa um significativo incremento para a economia local e a geração de renda extra para os produtores rurais.

- Sobre a cidade:


Montanhas, vales, paisagem exuberante, sossego, gastronomia, artesanato. Isso e muito mais é o que o turista encontra na Estância Climática de Cunha, cidade que traz em suas ruas marcas da história do Brasil, com diversas construções antigas. Algumas delas tombadas pelo Patrimônio Histórico, incluindo a Igreja da Matriz, que foi construída em 1731 e está passando por restauração.

Essas evidências históricas remetem à época em que Cunha era rota dos tropeiros que percorriam a Estrada Real, levando o ouro de Minas Gerais até o porto de Paraty e de lá para o Rio de Janeiro e Portugal.

Outra herança tornou a cidade o maior polo da cerâmica de alta temperatura da América Latina. Isso porque, na década de 1970, ceramistas se instalaram na cidade, para desenvolver seus trabalhos utilizando fornos a lenha, que utilizam a técnica de queima chamada noborigama, e ao longo desses 40 anos formaram novas gerações de ceramistas e atraíram muitos artistas que empregam outras técnicas e estilos.

A estância oferece também diversas opções de turismo rural, que inclui fazendas de cultivo de cogumelo shitake e de truta, apiários, queijarias, pesqueiros e alambiques. A cerveja artesanal é outro produto que ganha espaço na cidade e é possível visitar as cervejarias e degustar a bebida.

Nos últimos anos, Cunha vem se destacando também com o plantio de lavanda, que atrai muitos turistas. Além da plantação propriamente dita é extraído o óleo da lavanda, com o qual se produz sabonetes, aromatizantes e outros itens derivados da matéria-prima.

Há ainda as belezas naturais que o lugar oferece, como as cachoeiras do Pimenta, do Desterro e do Barracão. Além da Pedra da Macela, que em seu pico, a 1.840 metros de altitude, é possível apreciar a paisagem deslumbrante que inclui Paraty, a baía da Ilha Grande e parte de Angra dos Reis e todas as montanhas e serras que ficam no entorno de Cunha.

Entre os destaques está o Parque Estadual da Serra do Mar – Núcleo Cunha, onde o visitante também pode se banhar em suas cachoeiras e percorrer suas trilhas guiadas por monitores. São três ao todo, cada uma com um grau de dificuldade.

Quem visitar a cidade pode escolher entre as mais de 60 pousadas para se hospedar, que oferecem diversificadas opções e níveis de acomodação e preço. Algumas delas estão entre a melhores da América do Sul, segundo avaliações de sites de viagem.

- Como chegar:

Cunha está a 230 km da capital paulista. O visitante deve seguir pela Rodovia Presidente Dutra (BR-116) até a Saída 65, em Guaratinguetá. A partir dali, seguir pela Rodovia Paulo Virgínio (SP-171) até Cunha.

Quem for de ônibus, também deve ir até Guaratinguetá. Na rodoviária há ônibus intermunicipal até Cunha. Os horários das partidas devem ser checados no local.


Confira a programação completa da 18ª Festa do Pinhão no site: http://www.cunha.sp.gov.br/veja-aqui-a-programacao-oficial-da-18a-festa-do-pinhao-de-cunha-e-nao-perca-os-shows-e-as-delicias-culinarias-da-praca-de-alimentacao-8725/


Fonte:Isabel Silvares e Angela Lereno