quinta-feira, 5 de agosto de 2010

MTur testa matrizes de classificação hoteleira

O Ministério do Turismo deu mais um passo na elaboração do novo sistema oficial de classificação dos meios de hospedagem do país. Na segunda (02/8), auditores do projeto estiveram em Pirenópolis (GO), Porto de Galinhas (PE) e Belo Horizonte para testar as matrizes construídas em processo participativo.

“Com o projeto-piloto, vamos verificar se os requisitos das matrizes são adequados à realidade da hotelaria brasileira e, a partir daí, fazer os ajustes necessários”, explicou o diretor do Departamento de Estruturação, Avaliação e Ordenamento Turístico do MTur, Ricardo Moesch.

As matrizes foram elaboradas a partir de oficinas realizadas em oito cidades, com a participação de setores da cadeia produtiva do turismo e, depois, colocadas em consulta pública para receber contribuições da sociedade.

Os estados contemplados no projeto-piloto são: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Pará e Pernambuco. A adesão dos meios de hospedagem foi voluntária. Nos próximos dias, o MTur fecha o calendário de visitas aos municípios, que deverá ser concluído no final deste mês.

As matrizes são divididas em três blocos: serviços, sustentabilidade e infraestrutura. Os meios de hospedagem classificados serão identificados por estrelas.

As tipologias adotadas são: Hotel, Pousada, Hotel-fazenda, hotel Histórico, Cama&café, Flat e Resort. O projeto de classificação hoteleira é uma parceria do Ministério do Turismo com o Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) e a Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM).

Nenhum comentário:

Postar um comentário