quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Os dez mandamentos dos novos viajantes


Em geral, viagens de avião são tranqüilas e bem mais confortáveis do que de carro ou ônibus. Quanto mais se viaja, mais se aprende. O bom é que funcionários e outros passageiros estão sempre dispostos a ajudar marinheiros de primeira viagem. Não tenha vergonha em pedir ajuda, afinal, quem não se comunica, se trumbica.

Seguem algumas dicas para quem vai viajar de avião pela primeira vez e quer saber o que fazer para não dar vexame:

1- Aeroporto funciona diferente de rodoviária. É preciso chegar bem antes da hora marcada na passagem para fazer o check-in no balcão da companhia. Chegue pelo menos uma hora antes do voo e, se for época de férias e feriado, quanto antes melhor. Hoje em dia, os aeroportos têm muita gente e pouco espaço. Deixe em casa a parte da família que não vai viajar para não lotar as filas ainda mais. Tudo aquilo que você leu no jornal e viu na TV sobre o caos nos aeroportos é verdade, infelizmente.


2- Existe um limite de peso para as malas grandes, que são despachadas e não vão junto na cabine. Ele é geralmente de 23 quilos. Não é muito, principalmente para quem viaja com filhos pequenos ou está levando presentes para os parentes. Mas saiba que viajar com mala pesada ou muitas malas, é bem complicado (e caro). Leve na mala apenas o necessário. Uma dica, é arrumar tudo o que você acha que vai precisar e tirar metade fora, até porque, há sempre, lá no fundo fundo fundo, uma pequena mas real possibilidade da sua mala não chegar. Benza a sua mala antes de despachar e coloque algo nela que a diferencie das outras. Só não precisa exagerar e transformá-la num bumba-meu-boi cheio de fitinhas e adesivos coloridos.


3- Se apresente no balcão da companhia que você escolheu e mostre para a funcionária a sua identidade (pode ser RG, carteira de trabalho ou carteira de motorista – precisa ter foto), a passagem (leve o bilhete impresso, mesmo que seja eletrônico) e a mala. Isso se chama check-in. Não tente levar para dentro da cabine uma mala muito grande ou muito pesada. Pior do que pagar excesso de peso, é ficar com dor nas costas durante as férias e ter que brigar com os outros passageiros por um espaço nos porta-bagagens. Na cabine, as malas podem ter até 5 quilos.


4- No cartão de embarque que a funcionária vai lhe dar, vai ter o horário para entrar no avião (que é antes do voo sair), o número do portão de onde sai o voo e o número do seu assento dentro do avião. Vá cedo para o portão, pois antes de chegar lá você vai ter que passar pelo detector de metal, ou raio-X. Guarde bem o cartão de embarque e, principalmente, o comprovante de despacho da mala. Voar não é mais um programa chique e descolado. Vá com roupas confortáveis e evite todos aqueles penduricalhos e acessórios de metal para não ter que ficar horas indo e vindo no raio-X. Se passar com algo de metal, ele vai fazer um bip e você só vai poder chegar do outro lado na hora em que passar e a máquina não fizer bip.

5- Tudo custa mais caro no aeroporto, menos as revistas e jornais, que têm preço tabelado. O resto: água, café, pão de queijo, cerveja, misto quente, sushi custa muito mais do que em uma panificadora.

6- Quem tem medo de avião deve sentar-se na janela para poder controlar a cortina. Se olhar para fora der medo, é só fechá-la. Pegar na mão do passageiro ao lado na decolagem e aterrissagem, só em música do Belchior. Mas puxar papo ajuda a distrair. E lembre-se que o avião é mais seguro do que o ônibus.

7- A comida nos voos é pouca, ou inexistente. Algumas companhias vendem bebidas e sanduíches a bordo. Quem quer se garantir, deve levar frutas secas, salgadinhos e água mineral. Só não vale levar chicletes de melancia, mexerica, Cheetos e outros alimentos com cheiro forte. Outro detalhe: faz frio na cabine, por isso é melhor viajar de calça e sapato ao invés de shorts e Havaianas.

8- Banheiro de avião é pequeno e ideal para necessidades rápidas. Pense nos outros passageiros antes de sair e deixe-o em bom estado de uso, até porque, todo mundo na cabine vai saber quem entrou ali antes. Fumar, nem pensar. Os detectores de fumaça são bem eficientes e a última coisa que você vai querer fazer é passar as férias respondendo processo na delegacia do aeroporto.

9- Pilotos, comissários e fabricantes de avião afirmam que os celulares podem interferir nos equipamentos de navegação da aeronave. Então, porque tem gente que não respeita as regras e fica de papo no telefone mesmo depois que as portas estão fechadas? Estes passageiros deveriam ser apelidados de Zé Mané. O pior são aqueles que insistem em dar aquele último tchau para a família antes da decolagem. Além de falta de educação, é perigoso.

10 - Ao desembarcar no destino final, sua mala estará a sua espera nas esteiras rolantes. Pegue a sua antes de ir dar olá para os familiares pois, a partir do momento que você deixa a zona de desembarque, é proibido voltar. Caso sua mala não apareça, apresente o comprovante de despacho para um funcionário da empresa para ele tentar encontrá-la no sistema (e reze um ave-maria).

Fonte: Vicente Frare, autor do livro “Manual de Viagem: Tudo o que você precisa saber antes, durante e depois de viajar”, uma leitura obrigatória para novos turistas com informações preciosas para tornar qualquer viagem mais interessante e segura.

Vicente trabalhou em hotéis, agências de turismo, foi comissário de bordo em uma companhia internacional e viajou o mundo atrás de boas fotos e histórias interessantes. Acumula carimbos de mais de 70 países em seu passaporte, fala cinco línguas, já morou em cidades como Dubai, Londres, Berlim, Barcelona e até nas Ilhas Maldivas e Cidade da Guatemala.

Contato: livros@pulpideias.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário