quarta-feira, 4 de maio de 2011

Os passos do empreendedor moderno


Nunca se discutiu tanto sobre empreendedorismo e a importância de passar estes conceitos aos jovens e estudantes, para que eles se preparem para as grandes mudanças no mercado de trabalho do futuro. Porém, muitos acham que empreender é sinônimo de aventurar-se, arriscar-se, acreditar apenas em uma ideia e ter um pouco de dinheiro disponível para abrir um negócio próprio. Mas a questão não é essa.

Tudo, em geral, começa assim: que negócio eu devo abrir? Não importa, eu quero mesmo é ganhar dinheiro. Bem, tenho uma má notícia para quem faz isso – já começou mal o negócio e tem tudo para dar errado, pois ninguém lhe concederá nada de graça.

Empreender, na minha forma de ver, é lançar-se a uma gestão eficiente e criativa. Porém, o empreendedor deve ser capaz de captar os sinais de oportunidade do mercado, de estabelecer metas para atingir objetivos mesmo que não tenha experiência profunda no negócio, mas que consiga agregar trabalhos e pessoas que possam ajudá-los nesta falta de experiência, suprindo-as.

Aventurar-se, como fazem a grande maioria das pessoas, é o mesmo que jogar o tão rico e suado dinheiro no lixo, mas com a sensação de que tentou e foi mais corajoso do que muitos que estão por aí. Não permita que você, seus parentes ou amigos façam isso sem o mínimo de alguns estudos e levantamentos.

Alguns passos são importantíssimos para que um bom empreendedor possa, depois de interpretar os resultados, se arriscar nos novos negócios.

Primeiro, nunca tenha como principal objetivo de seu negócio próprio o lucro ou a riqueza pessoal – isto deve ser uma consequência de um trabalho bem feito. O primeiro objetivo deve ser o que você vai fazer de bom para que as pessoas realmente comprem o seu produto ou serviço. Comece com uma pequena pesquisa com os seus potenciais consumidores e veja o que eles pensam de um negócio como esse.

Depois, levante quantos empreendedores tiveram a mesma ideia que você e já estão instalados no local que escolheu. Dependendo desse número, analise se o fato de eles estarem aqui representa uma oportunidade ou uma ameaça.

Faça cálculos preliminares de quanto de cada produto você está pensando em vender e quanto custará mensalmente toda essa estrutura. Muitas vezes, com estes cálculos, já será o suficiente para lhe dar a informação que não é tão vantajoso assim montar esse negócio. Para isso, escreva um plano de negócios.

Por último, faça algo que você realmente tem alguma experiência ou deseja mergulhar neste conhecimento. Aventurar-se em atividades totalmente desconhecidas e desinteressantes fazem-no ficar na mão de quem sabe e isso não é bom.

Coragem é uma de suas qualidades, porém, quando ela não está acompanhada das armas corretas que possam ajudá-lo nesta luta, tornando a briga desigual, deixa de ser coragem para ser bravata. Nunca deixe de caminhar em frente portando as armas corretas e você terá grandes chances de conseguir sucesso nos seus empreendimentos.


Enviado por: Dalton Viesti - coordenador de graduação da Trevisan Escola de Negócios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário