sábado, 5 de novembro de 2011

Festa do Saci preserva mitologia nacional


O município de São Luiz do Paraitinga (SP) tem um dia especial no calendário local dedicado ao resgate dos mitos da cultura popular. Através de um projeto de lei, o dia 31 de outubro foi instituído como o Dia do Saci e para comemorar a data, há nove anos acontece a Festa do Saci. Neste ano, entre os dias 25 de outubro e 6 de novembro, uma programação extensa foi preparada para os participantes.

O Mercado Municipal sediou a exposição “Vamos caçar o Saci” a partir do dia 25. Espetáculos, shows, oficinas e gincana estiveram entre os atrativos da festa.

“Queremos divulgar a nossa mitologia e o saci é o personagem principal”, conta o fundador da Sociedade dos Observadores de Saci (SOSACI), Mário Candido da Silva Filho.

Segundo ele, o movimento em prol do resgate do folclore brasileiro organizou a primeira festa em setembro de 2003, intitulada “O Grito do Saci”. Desde então, anualmente, o evento é realizado em São Luiz do Paraitinga.

Filho explica que a origem do saci está ligada ao mito criado pelos índios guaranis. O personagem se transformou em negro com a disseminação da cultura africana no Brasil.

Em 1917 foi realizada uma pesquisa por Monteiro Lobato que reuniu inúmeros relatos de pessoas de todo o país que vivenciaram situações com saci que se transformou em um livro. “Monteiro Lobato foi um dos grandes divulgadores do saci. Todos nós da entidade acreditamos em saci, por isso criamos uma sociedade de observação que hoje conta com 1.100 membros”, conta.

A Festa do Saci é gratuita e traz inúmeras atrações para o público. Entre as atividades que chamam a atenção está a “Saciata” com o Bloco do Saci.

Um dos momentos mais esperados pela comunidade local é a distribuição do Bolo do Saci. Neste ano aconteceu no dia 30 de outubro, às 9h30, no calçadão da cidade. Muitos shows e espetáculos foram apresentados durante o evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário