quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Pousada do Engenho sediou a estreia do projeto Engenho de Arte



Recém terminada a primeira edição do projeto Engenho de Arte o sentimento geral era um só: realização. Foi um encontro sem pretensões ou formalidades desenvolvido de forma convivial com a participação dos fotógrafos Adolfo Gerchman e Dulce Helfer.

O grupo fez uma pausa em sua rotina de férias ou de trabalho e se dedicou a uma atividade de lazer e conhecimento bem no meio da semana, aproveitando o charme e o requinte da Pousada do Engenho, em São Francisco de Paula, na serra gaúcha.

Com farto currículo em fotojornalismo, Gerchman e Dulce se integraram aos hóspedes para trocar ideias sobre fotografia e passar para os amadores a experiência de profissionais tarimbados. Ambos conquistaram o grupo pela simplicidade e pela didática eficiente. Sem estrelismos, os dois passaram diferentes pontos de vista sobre seus ofícios e formas eficazes de escrever com luz.




A atividade prática principal se desenvolveu em um dos pontos turísticos de maior plasticidade do Sul: o Parque Nacional dos Aparados da Serra, em torno do cânion Itaimbezinho.

O passeio de cerca de cinco horas, incluindo um piquenique em meio ao parque, se transformou em uma aula que raramente se tem oportunidade de participar.

Exercícios e dicas preciosas, orientações privadas e, acima de tudo, um convívio de pleno prazer, propiciaram uma coleção de cliques encantadores e surpreendentes. Muitas fotos apresentaram a qualidade de trabalhos profissionais.

Foi difícil selecionar apenas duas ou três de cada um para compor a exposição final que será apresentada em São Francisco e em Porto Alegre com venda revertida para a Associação Chico Viale. A entidade atua na organização de doações de sangue e medula óssea em São Francisco de Paula.



A bela estreia serviu como estímulo para a continuidade do projeto que visa fomentar a arte como forma de lazer e expressão entre os hóspedes da Pousada do Engenho.

Além de fotografia, os próximos encontros vão abordar outras áreas artísticas como pintura, escultura, desenho, literatura, vídeocine e música.

As atividades do projeto devem gerar um produto final para comercialização com renda revertida para uma entidade assistencial. Vida longa ao Engenho de Arte.

Enviado por : Rejane Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário