quarta-feira, 20 de junho de 2012

Áreas arborizadas contribuem para o bem-estar físico e mental



Espaços verdes valorizam as paisagens urbanas e podem ser determinantes na escolha de ruas, bairros e cidades para se viver ou fazer uma visita turística. Além disso, as áreas arborizadas também contribuem para o bem-estar físico e mental. A conclusão faz parte do Relatório Global divulgado pela Husqvarna – multinacional sueca líder em equipamentos para o manejo de áreas vedes – que reúne as tendências e os assuntos atuais dentro da jardinagem e paisagismo.
A pesquisa foi realizada com mais de 3.500 pessoas de sete países, entre moradores e especialistas. Seguem alguns destaques abaixo:
  • A maioria dos entrevistados acredita que se exercitaria mais se tivesse acesso a uma área verde mais próxima de casa ou do trabalho.
  • 87% dos entrevistados acreditam que ter acesso a um local com árvores e plantas poderia ter um efeito positivo sobre a vizinhança ou espírito de comunidade.
“O documento evidencia que em todo o mundo as pessoas buscam cada vez mais qualidade de vida. E mesmo preferindo as cidades ao campo para se estabelecerem, elas continuam valorizando espaços verdes e bem conservados, sejam eles públicos ou privados, e locais que combinem o melhor dos dois mundos”, explica Graziela Lourensoni, Gerente de Marketing e Produtos da Husqvarna, destacando que o objetivo da multinacional é justamente conscientizar para a importância da vegetação nos espaços urbanos, apontando o crescimento demográfico das cidades como uma tendência em todo o mundo e a necessidade de assegurar que esse desenvolvimento seja sustentável e garanta ambientes mais atrativos para as pessoas.
Já no aspecto ambiental, áreas com vegetação ajudam a combater as ilhas de calor, reduzir o escoamento das águas pluviais e melhorar a qualidade do ar, combatendo uma das maiores desvantagens de se viver em área urbana que é o excesso de poluição.
Não basta ser verde, tem que cuidar
Ao contrário de outros espaços da cidade, estes exigem um cuidado mais regular. Caso não ocorra, o efeito é oposto e imediato. Ao invés de valorizar, a área pode ser depreciada e afastar os moradores/visitantes.
Neste sentido, por ser uma das razões que impedem a criação de mais áreas verdes nas cidades, é importante observar que existem produtos no mercado que facilitam a manutenção, como cortadores de grama, podadores de galhos, roçadeiras, sopradores e até motosserras. “Esses produtos podem ser encontrados tanto para uso doméstico, para pequenos reparos, como para uso profissional, com tecnologia e alto desempenho e produtividade. Além disso, existem máquinas que permitem economia de até 20% no consumo de combustível e redução de até 60% nas emissões de poluentes”, finaliza Graziela Lourensoni.

Nenhum comentário:

Postar um comentário