quarta-feira, 20 de junho de 2012

Uma viagem para mudar a vida, a partir da mudança profissional






Muitas pessoas estão infelizes com sua atividade profissional e sonham em levar uma vida diferente.  Um estudo feito pela consultoria Accenture com mais de 3000 executivos de 31 países no início do ano constatou que 58% deles estão insatisfeitos com o trabalho.

Para estas pessoas parece ser um privilégio de poucos o encontro da atividade e do estilo de vida que propiciem satisfação e prazer. Prazer este gerado por uma escolha alinhada com os valores, ideais, crenças e especialmente talentos destes afortunados.

Descobrir como toca o nosso sino interior, e alinhá-lo com nossos talentos, é algo que qualquer pessoa pode perseguir.  O que é necessário é um processo para tal.

A Immaginare, sob a coordenação de Edgar Werblowsky e  Juliana Medeiros,  criou o caminho. O “Como toca o teu sino?”, uma viagem para a mudança, acontecerá em meio à natureza, num final de semana, para propiciar aos participantes os insights e as ferramentas para empreender essa mudança tão desejada e ao mesmo tempo tão desafiadora. O destino será Joanópolis, de sexta a domingo, 17 a 19 de agosto, com estadia no Hotel Ponto de Luz, e as atividades foram programadas para trazer as respostas esperadas. O valor da viagem com  as atividades é de 4 x R$ 220.

Embora a insatisfação com a profissão esteja presente na mente de muita gente e  o desejo da mudança também, somente alguns deram os passos necessários para viabilizá-la.  Para aqueles que ousaram a vida trouxe gratificações. Se tornou melhor e mais feliz. São agora outras pessoas.

Pessoas que mudaram

Edgar Werblowsky era um engenheiro frustrado e buscou uma transformação radical em sua vida. Queria trabalhar com pessoas em ambiente de felicidade, em meio à natureza, construir pontes entre elas e criar laços para a vida inteira.  Criou a Freeway, a operadora que iniciou o ecoturismo no Brasil. Mudou a sua vida e a de milhares de pessoas a partir de suas descobertas em meio à natureza. Criou depois, a Immaginare, pioneira em experiências no país, focada na gratificação  pessoal de colaboradores e dos melhores clientes das empresas.

Para muitas pessoas que se encontram na faixa dos 40 anos, e que não estão satisfeitos com o rumo que sua vida tem tomado até agora, vem a pergunta: Será que é tarde para mudar? E poder viver o segundo tempo da vida de uma forma feliz ?

Sonia Slompo trabalhava com educação física, mas não gostava de rotina e nem de se sentir presa. Sonhava desde criança em estar sempre na estrada. Ano passado, aos 40, se inscreveu em um curso de coordenadores de viagens de incentivo. Foram três meses comutando semanalmente entre Ponta Grossa e São Paulo, de carro. Hoje viaja conduzindo grupos pelo mundo inteiro. Transborda de felicidade.

Maria Elisa Muntaner era executiva da Bayer, onde chefiava a área de inteligência de mercado em produtos de saúde. Cansou da rotina corporativa. Em 2009, aos 34,  começou a praticar ioga e se apaixonou. Percebeu que era isto o que queria fazer pelo resto da vida. Planejou a mudança. Estudou, estagiou na nova área à noite, mantendo o emprego. Fez a travessia e abriu a nova porta. Comprou uma escola de ioga. Está muito feliz!

A descoberta do sino interior, ou do rufar do tamborzinho, é algo muito próprio e individual. Dar espaço para ouvir esse badalo é essencial para começar esta travessia.Cada um pode fazer a travessia do seu Rubicão. Ao seguir o coração e a intuição, como diz Steve Jobs, estamos apenas seguindo nossa própria missão interior.

Roberto Itoo era um bem sucedido médico anestesista, no Rio de Janeiro. Mas não estava feliz. Sua paixão pelo mar e a coragem em mudar o arrebataram dos hospitais. Hoje em dia ele promove passeios de barco pelo litoral fluminense e cruzeiros pela costa brasileira. A medicina perdeu um anestesista mas a natureza, o mar e a vida ganharam um apaixonado.

Uma pesquisa conduzida pela Universidade de Lancaster, na Inglaterra, que analisou 250.000 pessoas, revelou que a satisfação no trabalho influencia criticamente a saúde do colaborador e que a insatisfação põe em risco a sua saúde mental. A mesma pesquisa mostrou que problemas como depressão e ansiedade tem sido causas cada vez mais frequentes para afastamento do trabalho.

Paulo Fernandes é professor de educação física. Construiu sua academia em Santo André. Teve sucesso. Mas seu sininho interior apontava em outra direção.  Desbravar o mundo. Foi atrás. Não sossegou enquanto não foi admitido por uma agência para liderar grupos de incentivo pelo mundo. Não parou mais. Seu sorriso fácil e prontidão para ajudar explicam por que é tão querido. Chegou onde queria.

A mudança de carreira deve ser bem pensada, e a clareza é essencial.Isney e Marcelo eram publicitários em Curitiba. Resolveram mudar de vida. Largar a metrópole e viver uma vida simples, junto ao mar, num lugar longe da agitação. Construíram uma pousada, vida, família e sonhos na Península de Maraú, Bahia. Trouxeram o pai, que fundou na pousada uma escola para crianças pobres. Criam seu filhos de forma feliz e em meio a uma vida significativa.

Quando se chega aonde se quer, a sensação de autoestima e de governo da própria vida nos transformam em outra pessoa. A felicidade é consequência direta.Ricardo Freire era também publicitário bem sucedido. Trabalhava em grandes agências, como diretor de criação. Mas sua paixão era viajar. Foi atrás do sonho. Criou o blog Viaje na Viagem, atraiu uma legião de fãs e se tornou um viajante profissional.

O processo de mudança de carreira, de vida,  envolve uma série de fatores e indagações. São muitas as questões que a pessoa decidida a mudar deve se fazer. Estruturar esse caminho, mapear seus talentos e interesses,  alinhando valores e desejos com as oportunidades do mercado é um grande desafio.  Pode ser conduzido e facilitado.

A natureza, por seu lado, é um excelente palco para abrir a mente e o coração, proporcionar insights e ajudar a trazer respostas. O aconchego, a calma, a distância da agitação e processo de oxigenação cerebral propiciado pelas caminhadas e cachoeiras, de uma forma orgânica e em harmonia com os fluidos vitais de nossos organismos, contribuem sobremaneira para tal.


Interessados devem enviar email para edgar@immaginare.tur.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário