terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Aprendendo com as atitudes dos animais !




Daniel Godri, um grande palestrante que eu admiro muito fala sobre motivação, justamente comparando a atitude do gato e do cachorro .

- Ele alega que o gato é muito mais inteligente que o cachorro.  


- Só que é preguiçoso.

- Ele leva um tempão para acordar, se espreguiça, é lento.  Sabe de tudo o que está se passando, mas não participa.

- Tenho que admitir que é a mais pura verdade.

- Ele é um ser independente, só que até demais.

- Se o dono sai o dia todo, quando chega tem que procurar pelo gato.

- Ele não vibra com a chegada do dono, tem uma atitude introspectiva.

- Ele não defende a casa em que mora, é esperto, mas foge quando percebe o perigo. Não enfrenta.

- Não concordo que o gato só pensa nele, acredito que demonstra amor de uma forma mais sutil e é mal interpretado. É como uma timidez, então cria um clima para conseguir comida e carinho, sem pedir, ele acaba conseguindo o que quer.

- Já o cachorro é o primeiro a te receber e ama o dono incondicionalmente, vibra quando ele chega, defende, dá a própria vida.

- Ele nunca cansa, sua motivação é extraordinária.

- Mesmo amarrado, ele não perde o pique.

- O cachorro recebe bem não importa como a pessoa esteja.

- Bem ou mal vestida, independentemente do humor.

- E ele conhece seu dono de longe. O gato guarda rancor, o cachorro não.

- E tem uma capacidade fantástica de perdoar.

- Por mais que o dono expulse e brigue com o cachorro ele sempre encontra um jeito de conquistar o dono novamente.

- Além disso, se for bem treinado, o cão aprende rapidamente e se orgulha quando faz a coisa certa.

- O Brasil está cheio de funcionário gato.

-  Pessoas inteligentes, mas que não vibram, não participam, não têm iniciativa.

- Precisamos de pessoas com a vitalidade e o otimismo do cachorro.

- Funcionários que acreditem e defendam a empresa até o fim, que realmente se importem, que perdoem algumas atitudes ou palavras impensadas e sempre busquem reconquistar e encantar cada cliente.

- O gato é um animal maravilhoso, mas o seu comportamento não é o ideal para um funcionário eficiente.

- Uma empresa não pode admitir pessoas que chegam atrasadas, cada dia em um horário, lentas e sonolentas, preocupadas somente com elas mesmas.

- O funcionário cachorro é aquele que defende a sua empresa a qualquer custo, mesmo que alguém fale mal dela.

- Ele vai procurar resolver o problema do seu cliente, vai lutar para reverter qualquer situação negativa e zelar pela imagem da empresa. E ele conhece bem cada um de seus clientes.

- Quando alguém fala mal da empresa, o funcionário gato começa a se coçar, balança a cabeça para a frente, concorda, e até diz que ouviu falar de outros casos.

- Quem quer um funcionário assim?

- Nenhuma empresa é perfeita e nenhuma está livre de cometer erros, mas se os seus funcionários tiverem uma atitude positiva e comprometimento, tal qual o cachorro, a solução dos problemas surpreenderá e fidelizará o cliente para sempre.

- Se o funcionário (ou você) tiver a inteligência do gato e a motivação do cachorro, ninguém segura.




Nenhum comentário:

Postar um comentário