sábado, 18 de maio de 2013

Canoagem Tradicional se fortalece no Pará


  
Modalidade foi reconhecida recentemente como Patrimônio Cultural Imaterial no estado e busca sua inclusão na grade curricular das escolas da região













A Canoagem Tradicional é uma das modalidades de canoagem mais antigas praticadas  no Brasil. Sua origem se remete ao periodo pré-colonial da história do país e até hoje é importante caráter cultural do povo ribeirinho que habita os grandes rios da região Norte do Brasil. Sabendo deste potencial cultural e esportivo a Confederação Brasileira de Canoagem criou anos atrás um comitê especializado dentro da entidade para desenvolver o esporte nos estados da região e buscar a identificação deste povo com a canoagem.
 
O supervisor do Comitê de Canoagem Tradicional da CBCa e presidente da Federação de Canoagem do Estado do Pará, Evaldo Malato, é o grande incentivador e militante do desenvolvimento do esporte no Norte brasileiro. Malato conseguiu recentemente junto ao governo estadual que a modalidade se torne Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Pará. Agora sua mais nova luta é incluir a Canoagem Tradicional na grade curricular nas escolas de toda a comunidade ribeirinha que habita a região.
 
“Nossa luta é diária, mas recompensada pelas pequenas conquistas que temos todos os dias. Agora temos como aliados a Secretaria de Educação através do Núcleo de Esportes e Lazer (Dir. Ana Gloria Guerreiro) que vem buscando e conseguindo parcerias com as prefeituras das cidades ribeirinha organizando competições desta modalidade em frente suas cidades”, contou Malato.
 
No dia 30 de abril, data de comemoração dos 135 anos de fundação da cidade de Pontas de Pedras, na Ilha do Marajó, aconteceu uma grande competição de Canoagem Tradicional envolvendo dezenas de jovens e crianças. “Foi um sucesso  a participação e o envolvimento da comunidade com a modalidade”, comemorou Malato.


Já no dia 10 de maio a mesma iniciativa aconteceu na cidade de Cachoeira do Arari, também localizada na Ilha do Marajó, com a partipação ainda maior da comunidade demonstrando que a Canoagem Tradicional tem um grande potencial para ser desenvolvida na região Norte do Brasil
 
Com exemplos como estes de envolvimento do povo ribeirinho várias outras prefeituras vem demonstrando interesse em realizar e alavancar esta prática em suas cidades contribuindo assim para resgatar e valorizar os hábitos e costumes culturais de seus habitantes.
 
"Nossos  objetivos são ainda maiores. Pretendemos implantar na grade das escolas ribeirinhas essa modalidade como disciplina curricular, à exemplo do que aconteceu com a capoeira na Bahia. Queremos também organizar o primeiro  Campeonato Paraense de Canoas Tradicionais contribuindo assim diretamente para a valorizão cultural e auto-estima do nosso povo ribeirinho" completou Evaldo Malato.



Enviado por : Confederação Brasileira de Canoagem 

Nenhum comentário:

Postar um comentário