quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Especialista em turismo dá dicas de como evitar gafes a bordo de um navio




A temporada de cruzeiros marítimos no Brasil já começou. Até abril de 2014, 11 navios estarão na costa brasileira. A Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (ABREMAR) estima que 648 mil cruzeiristas aproveitem os 230 roteiros de viagens disponíveis. 

Para a professora Lecy Cirilo Orsi, do curso de Turismo da Anhembi Morumbi, integrante da rede de universidades Laureate, viajar de navio é uma forma de conhecer diferentes lugares gastando menos. 

“O valor da viagem costuma ser menor que um pacote com hospedagem e transporte para a maioria dos destinos oferecidos pelas operadoras de turismo. Além disso, a maioria deles contempla mais de uma cidade ou país”, explica.

A cada ano, novos viajantes se aventuram a bordo de um transatlântico e é natural que os marinheiros de primeira viagem cometam algumas gafes. 

Professora Lecy, que é especialista em design de viagens e cruzeirista fiel (já fez 39 viagens de navio, entre nacionais e internacionais), dá nove dicas para os novatos evitarem situações constrangedoras que podem transformar a viagem dos sonhos em pesadelo.


1 – Escolha bem o tema

Alguns cruzeiros são temáticos, ou seja, sua programação é voltada para quem gosta de rock, samba, gospel, esporte ou romance. “É muito importante dar atenção a isso na hora de escolher a viagem. Imagine uma pessoa que não gosta de malhar, em um roteiro cujo tema é o fitness”, explica a professora.

2 – Tudo incluso nem sempre é o melhor

Para o público jovem o sistema all inclusive pode ser uma boa pedida, pois algumas bebidas alcóolicas poderão ser degustadas à vontade. Já quem tem preferência por rótulos específicos, deve optar pelo sistema simples e comprar a bebida separadamente.  

3 – Atenção ao procedimento de segurança

O treinamento de abandono, que acontece pouco depois do encerramento do embarque, é um momento importante e levado a sério pela tripulação. Por isso, deixe tudo o que está fazendo para prestar atenção na orientação. 

4 – Seja pontual nas refeições

A quantidade de pessoas em um navio é maior que a capacidade dos restaurantes disponíveis. Por isso, as refeições são feitas em dois turnos. Ao embarcar, em sua cabine estará disponível uma carta com os horários de suas refeições. Principalmente se você estiver no primeiro turno, não se atrase. Lembre-se: outra pessoa precisará ocupar sua mesa em seguida.

5 – Informe-se

Para não perder tempo, a recomendação da especialista é ler o jornal de bordo toda noite. O exemplar deixado na cabine apresenta a programação do dia seguinte. Assim, é possível escolher as atividades em bordo e em terra.

6 – Traje de gala  

A maioria das companhias oferece o Jantar do Comandante. Trata-se de uma festa de gala. Por isso, não esqueça o terno ou o vestido longo.

7 – Se vista adequadamente

Não é elegante usar trajes de banho nas áreas internas do navio.

8 – Tour em terra

Você pode participar do tour oferecido pelo navio ou passear por conta própria. No segundo caso, fique de olho no relógio e volte no horário estabelecido. Do contrário, correrá o risco de ficar para traz.

9 – Livre de mal-estar

Se você nunca viajou e, portanto, não sabe se tem pré-disposição para ficar enjoado, ao entrar no navio não beba nenhum líquido, nem mesmo água. Ao começar a sentir-se mareado, coma uma maçã ou um pão puro. O mais importante: não fique na cabine. Passe a maior parte do tempo ao ar livre e se ocupe para não prestar atenção nos movimentos.

A professora Lecy Cirilo Orsi, do curso de Turismo da Anhembi Morumbi, está disponível para conceder entrevistas sobre o tema.




Enviado por : Bianca Marchetti

Nenhum comentário:

Postar um comentário