segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Com recorde previsto para 2014, turismo no Brasil requer atenção antes de fechar pacotes



Conheça os cuidados essenciais antes de fechar negócio com agências de viagem

Com o verão, o período de férias e a proximidade do carnaval a procura por destinos turísticos nacionais se intensifica. 

Pesquisa feita pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, revela que mais de 74% da população planejou algum tipo de viagem para esta estação do ano e devem escolher um destino nacional. 

Com a proliferação de agências de viagem no País, nem sempre a qualidade acompanha essa expansão. Por isso, todo cuidado é pouco. 


Confira algumas dicas :

“Temos percebido um aumento considerável de agências de viagem em Minas e nos demais estados da Região Sudeste. A informalidade de uma parte delas nos preocupa, por isso o consumidor precisa estar atento ao adquirir pacotes de viagem tanto para destinos nacionais quanto para o exterior. 

Só em Minas Gerais, estima-se mais de 4 mil empresas ou microempreendedores operando com turismo”, destaca Eugênio Aguiar, presidente do Sindetur-MG.

Mudança nos hábitos do turista, que cada vez mais compra pacotes de última hora, o que tem levado a uma oferta excessiva e preços bem atrativos. 

“Nem sempre o turista está atendo a detalhes que fazem bastante diferença, como seguro de viagem, taxas no caso de remarcação de voos e hotéis, sem falar na marcação e confirmação dos serviços contratados”, complementa.
Sites de compras coletivas
Com a proliferação dos sites de compra coletiva, as viagens de férias ficaram ainda mais acessíveis, com condições facilitadas de pagamento e preços reduzidos. Mas é fundamental verificar várias informações com a agência contratada.
Ligue para a empresa e confira todos os itens listados no pacote ofertado, peça email comprovando os serviços, produtos e contrato, além de verificar com conhecidos e amigos se conhecem e usaram os serviços do fornecedor. 
Outra recomendação é verificar se o prestador não tem reclamações em sites de queixas na internet ou mesmo no Procon e ficar atento ao tipo de reclamação.

Compras direto com a agência:
Muitos consumidores optam pela compra diretamente com a loja física, mas nem sempre isso é garantia de não ter “dor de cabeça”. “Muitos turistas têm problemas com reservas de voos e hotéis. 
A dica é sempre verificar diretamente as reservas e, com o localizador das passagens, confirmar junto à companhia aérea”, instrui Eugênio Aguiar, presidente do Sindetur-MG.

Pacotes de viagens:
Ao fechar um pacote de viagens, o consumidor deve prestar bastante atenção aos detalhes, se eles discriminam meio de transporte (aéreo, marítimo ou terrestre), o nome da companhia; horário de embarque da ida e da volta; se há traslado na chegada; o nome e a categoria do hotel; o padrão de conforto do quarto e se o serviço contratado inclui refeições. Alguns pacotes incluem passeios pelos destinos, que também devem estar discriminados.

Informações claras e disponíveis:

“Como proceder no caso de remarcação de voos, além de informações gerais e sobre documentos necessários para uma viagem nacional ou internacional devem ser fornecidos pela agência contratada. 

Uma empresa séria se preocupa com a qualidade do atendimento e preza pelo cliente e sua viagem. Por isso, desconfie quando a empresa não informar coisas simples”, finaliza Aguiar.


Enviado por :  Sindetur-MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário