terça-feira, 25 de março de 2014

Confira sete dicas para viajar a outro país



Viagens internacionais requerem alguns cuidados especiais e acabam deixando os turistas com receio em relação à possíveis imprevistos. Para poder aproveitar tudo que a viagem oferece, confira sete dicas: 


- Seguro de Viagem:

É a segurança do turista fora de seu país. Diferentes bancos e prestadoras de serviços especializadas oferecem seguros de viagem que cobrem eventuais problemas durante a viagem, como extravio de bagagem, além de oferecerem plano de saúde internacional que pode envolver assistência médica e odontológica. Cotar estes serviços logo após escolher o destino garante um bom custo-benefício. 

- Documentos:

O ideal é pesquisar com antecedência e organizar os documentos necessários para o destino, já que cada país pode pedir uma documentação específica, como passaporte ou visto. É possível se informar na agência aérea ou de viagens e Embaixada ou Consulado respectivos. Se houver o interesse em alugar um automóvel, deve-se consultar se a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) tem valor no destino, como acontece na Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai. Se a CNH não for aceita, é necessário solicitar a Permissão Internacional para Dirigir (PID) válida em mais de cem países, como Estados Unidos e Inglaterra e França. 

- Pesquisa:

Pesquisar antes de ir restaurantes acessíveis e locais interessantes, como museus e feiras, economiza tempo e dinheiro. Alguns restaurantes e bares contam com cardápio online, em que é possível saber as especialidades e valor cobrado. Blogs de viagem também são uma boa opção de consulta por resenharem diferentes destinos. No caso de locais que recebem muitos visitantes, é fácil encontrar guias em livrarias e bancas. 

- Bagagem:

Evitar arrumar a mala em cima do dia da viagem diminui o risco de esquecer  alguma coisa importante. No caso de levar aparelhos eletrônicos ou outros itens frágeis, deve-se ter o cuidado em não despachá-los, mantendo-os na bagagem de mão. Dinheiro, cartões, celular, documentos, remédios e casacos também devem estar sempre à mão durante a viagem. 

- Check-in:

Algumas companhias aéreas disponibilizam a opção pela Internet, que economiza tempo e evita possíveis problemas com a máquina de check-in. É necessário efetuar um cadastro no site e fornecer os dados da passagem. No caso da Gol, é possível realizá-lo a partir de 7 dias até 45 minutos antes da partida do voo, porém passageiros menores de 12 anos que viajam sozinhos precisam fazer presencialmente. 

- Dicionário:

Indispensável para países que não falam português. Alguns são específicos para turistas e contam com frases formadas e significado de palavras comuns. O dicionário comum no formato “pocket”, ou seja, que caiba no bolso, deve estar sempre presente com o turista. 

- Informações no bolso:

Manter um papel com endereço do hotel e informações como telefone de casa, nome e nacionalidade pode parecer exagero, mas impede apuros. Dados do seguro de viagem também auxiliam caso ocorra algum acidente, facilitando o envio a um hospital credenciado. Se for pegar táxi, é aconselhável ter o endereço de destino escrito por extenso para evitar erros de pronúncia. 


Enviado por : ViajaNet

Nenhum comentário:

Postar um comentário