quinta-feira, 17 de abril de 2014

Turismo promove parceria entre agricultores e empresas


Os apicultores de uma cooperativa familiar gaúcha vão fornecer mel para a maior empresa fabricante de cosméticos destinados à hotelaria. A linha de produtos foi lançada na quarta-feira (16/4), em Brasília, em evento com a presença de representantes dos ministérios do Turismo e do Desenvolvimento Agrário, além do Sebrae.

A parceria é resultado do projeto Talentos do Brasil Rural, que tem por objetivo inserir produtos e serviços da agricultura familiar no mercado turístico, agregando valor à oferta turística brasileira. 

Criado em 2009, por uma parceria entre os dois ministérios e o Sebrae, o projeto está preparando 89 associações e cooperativas para comercializar seus produtos aos meios de hospedagem, bares e restaurantes localizados no entorno das 12 cidades-sede da Copa do Mundo da Fifa 2014.

O Talentos do Brasil Rural aproximou a Cooperativa Vacariense de Apicultores (Avapis), localizada no município de Vacaria, no Rio Grande do Sul, da indústria Realgem’s, a maior empresa brasileira fabricante de cosméticos para hotelaria, com sede no Paraná. 

Os sabonetes, loções hidratantes, xampus, con­dicionadores e kits de banho produzidos com o mel da cooperativa serão oferecidos a cerca de quatro mil hotéis clientes da Realgem’s.

Segundo o diretor comercial da indústria, Mauro Carvalho de Oliveira, e empresa fechou contrato recentemente para distribuição dos produtos para a rede de resorts Club Med, para o Brasil, que opera em Trancoso e Itaparica, na Bahia; e em Rio das Pedras, no Rio de Janeiro.

Além do contrato firmado até 2020 para venda do mel, a cooperativa receberá 5% dos lucros da comercialização dos produtos feitos a partir da matéria-prima. O mesmo processo será feito com outras associações e cooperativas, como é o caso da Associação dos Produtores 

Agroextrativistas da Colônia do Sardinha (Aspacs), que fica em Lábrea, a 800 km de Manaus, e se que se prepara para fornecer os óleos de copaíba, murumuru, tucumã e andiroba para a indústrias de cosméticos voltados à hotelaria. Essa será a primeira linha de produtos lançados a partir da atuação do projeto.

O projeto trabalha, ainda, na estruturação de 23 roteiros turísticos que tem a agricultura familiar como diferencial. 

“A iniciativa é de vital importância para abrir mercado para o agricultor familiar e ao mesmo tempo agregar valor à oferta turística em um comércio justo e equitativo”, afirma o ministro do Turismo, Vinicius Lages. 

Para os restaurantes, hotéis e demais estabelecimentos que comprarão os produtos da linha Talentos do Brasil, os cosméticos da agricultura familiar podem ser uma forma de agregar valor ao negócio. 

Ao optar por produtos que valorizam e geram renda para pequenos produtores, o estabelecimento demonstra sensibilidade e visão de mercado, já que, além da qualidade, os produtos trazem consigo responsabilidade socioambiental.


O projeto contempla 89 empreendimentos (cooperativas, associações, redes) da agricultura familiar em todo o Brasil, produtores de cosméticos, alimentos e bebidas e decorativos e utilitários, e 23 roteiros turísticos. Suas ações envolvem diagnósticos, qualificação dos empreendimentos, promoção e apoio à comercialização.


Fonte: MTur

Nenhum comentário:

Postar um comentário