terça-feira, 13 de maio de 2014

Dia Mundial das Aves Migratórias


O Parque Estadual da Serra do Mar e Parque Estadual Ilhabela concentram mais da metade das aves da Mata Atlântica e são excelentes opções para a prática de birdwatching 


O Dia Mundial das Aves Migratórias é comemorado sempre no segundo sábado de maio. 

Somente no litoral paulista, são encontrados mais de 30% das aves do Brasil. Elas despertam grande curiosidade entre turistas, moradores, estudantes e pesquisadores, devido à grande variedade e constante frequência em áreas de visitação pública.

O Parque Estadual Ilhabela (PEIb) e o Parque Estadual Serra do Mar (PESM), nos núcleos Caraguatatuba e Picinguaba, são os melhores pontos para se avistar aves no país. 


A prática de observação de aves, chamada de Birdwatching, vem crescendo com passar dos anos no Brasil e isso se deve à facilidade de encontrar pássaros dentro do bioma da Mata Atlântica.

O Brasil está entre os três países de maior biodiversidade da avifauna, sendo mais de 1.900 espécies catalogadas. Porém, mesmo com esse grande número, frequentemente surgem novos registros no país, dando mais uma razão ao observador praticante do Birdwatching para realizar esta atividade.

Birdwatching nos parques estaduais do litoral paulista :

PEIb Ilhabela : 

Caracterizado por ser uma zona de descanso, alimentação e reprodução de aves migratórias, já foram avistadas mais de 300 espécies de pássaros, dentre elas, 31 estão ameaçadas de extinção. 

O Parque recebe aves vindas de locais distantes, como no caso das Batuíras (Charadrius) e dos Maçaricos (Tringa) vindos do hemisfério norte. 

É considerado pela Birdlife International como Área Importante para a Conservação de Aves. 


As aves podem ser vistas já na chegada à Ilhabela, na região da balsa e na praia ao lado dela. Outras praias no canal também contam com a presença de aves.


PESM Caraguatatuba:

Mesmo sem abranger os costões rochosos e praias, o núcleo recebe visitas de espécies de aves. Entre elas está o Chibante (Laniisoma Elegans). 

Os melhores locais para se avistar as aves são nas trilhas do Poção, do Jequitibá e do Tropeiros, onde o visitante pode encontrar espécies como choquinha-pequena, o patinho-gigante, o papa-moscas-estrela, o tangarazinho e entre outras, inclusive ameaçadas, como o macuco.



PESM Picinguaba:

A região é muito propícia para receber as aves migratórias, somente no Núcleo Picinguaba já foram avistadas mais de 200 espécies diferentes de aves. 

Mesmo a lista tendo grande variedade de espécies, é possível ser surpreendido durante a prática de Bridwatching, como foi no caso do ano passado, quando encontraram o Paturí-Preta (Netta erythrophthalma), uma ave que ainda não tinha sido avistada no Núcleo.

O melhor local de se avistar as aves dentro do núcleo é no Centro Cambucá, uma base especialmente voltada para o birdwatching. 

Lá já foram encontradas espécies que nunca haviam sido avistadas em Ubatuba, como a Águia-Pescadora (Padion haliaetus) e o Mergulhão-Caçador (Podilymbus podiceps).


Enviado por : Fundação Florestal

Nenhum comentário:

Postar um comentário