terça-feira, 14 de outubro de 2014

Festas de outubro aquecem turismo no Sul do Brasil


A Oktoberfest, tradicional comemoração germânica do calendário de outubro, é uma festa típica realizada no Sul do país, dado o vínculo com as cidades de colonização e herança cultural alemã. 

É na cidade catarinense de Blumenau que acontece a maior "Oktober" do Brasil, mas outros municípios do estado também aproveitam a movimentação de visitantes e turistas pela região para realizarem as suas festas de gastronomia e culturais no mesmo período. 

Segundo dados da Secretaria de Cultura, Turismo e Esporte de SC, as festividades reúnem mais de 2 milhões de pessoas em onze municípios catarinenses.

O fluxo de visitantes do período pode ser comparado a uma temporada de verão em Santa Catarina, de acordo com o diretor de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo, José Francisco Salles Lopes. Segundo ele, com exceção do período de férias, o mês de outubro é o que apresenta maior percentual de viagens internas no país. 

“Isso comprova a boa movimentação que as festas proporcionam aos destinos. No ano de 2013, registramos 201,7 milhões de viagens domésticas, e cerca de 7% delas são realizadas no mês de outubro”, afirma o diretor.

O impacto econômico dos eventos também é positivo. Uma pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina mostra que 74,4% dos visitantes da Oktoberfest de Blumenau são turistas, sendo 48,6% deles de outros estados. O levantamento mostra, ainda, que 53,9% desse público se hospeda em hotéis e pousadas. 

Com isso, a alta é registrada também no comércio local: o gasto médio do turista na cidade, em 2013, foi de R$ 156,86. O faturamento total do evento, no ano passado, ultrapassou a marca de R$ 1 milhão somente na Vila Germânica, local onde se realiza o evento. O impacto total projetado na economia local é de R$ 20 milhões.

Com o sucesso alcançado ao longo dos últimos 30 anos, a festa blumenauense chega a atrair mais de 450 mil pessoas a cada ano. A comemoração só perde, em grandiosidade, para a Oktoberfest de Munique, na Alemanha. 

No ano passado, o evento registrou público de 451 mil pessoas e o consumo de chope chegou a 531 mil litros.

Os visitantes e turistas que aproveitam o período para visitar outras regiões de Santa Catarina também podem se programar para um circuito gastronômico e “etílico” por cidades localizadas em um raio de, no máximo, 100 quilômetros entre elas. 

Em Brusque, o visitante pode conferir a Fenarreco; passando por Rio do Sul, aproveita a Kegelfest; se puder ir a Porto Belo, a atração é o Festival do Camarão; já em Jaraguá do Sul, pode curtir a Schützenfest; e ainda visitar a Festa do Imigrante, realizada em Timbó.

No interior de SC também acontece a Tirolerfest, em Treze Tílias, no meio Oeste do estado, e a Oberlandfest, em Rio Negrinho, na região Norte catarinense. No extremo Oeste de SC, próximo à divisa com a Argentina, Itapiranga também põe na rua a sua Oktoberfest. A capital, Florianópolis, apresenta na mesma época a Fenaostra e, ao Sul do estado, visitantes movimentam São Martinho durante a Festa do Produto Colonial.

Em todas essas festas, danças, comidas típicas, chope, desfiles de carros alegóricos e diversão pelas ruas das cidades resgatam as tradições dos imigrantes alemães, mas também de italianos, portugueses e austríacos que formam parte da população catarinense.


-  MÊS DE TRADIÇÃO:

No Rio Grande do Sul, os destaques das festas de outubro estão nas cidades de Igrejinha e Santa Cruz do Sul, ambas com forte influência alemã, que também realizam suas Oktoberfest.

Em Igrejinha, a expectativa da Secretaria de Turismo é reunir 200 mil pessoas, com consumo acima de 170 mil litros de chope. Já em Santa Cruz do Sul, a previsão é de 450 mil pessoas em 12 dias de festividades, marca superior que os 430 mil visitantes registrados em 2013.


O Paraná tem calendário de festas típicas alemãs principalmente em Rolândia e Marechal Cândido Rondon, na região Norte e Oeste do estado. 

A festa de Marechal Cândido Rondon será retomada este ano, depois de um ano sem ser realizada. Além de desfiles, danças e músicas típicas, o evento promove uma competição: os jogos germânicos, com cabo de guerra, trummzegewette (serra de duas pontas) e corrida de carrinho de mão. A disputa final acontece no último dia de Oktoberfest (19/10).



Enviado por : Cláudia Sanz

Nenhum comentário:

Postar um comentário