terça-feira, 28 de outubro de 2014

País sediará 2,2 mil feiras em 2014


O mercado de feiras de negócios deverá fechar o ano com a realização de 2,2 mil eventos no país, mantendo a média anual, segundo levantamento inédito realizado pela União Brasileira dos Promotores de Feiras (Ubrafe). 

O setor vive um momento de recuperação das atividades, depois da retração do mercado registrada no primeiro semestre.

O estudo “Feiras de Negócios no Brasil” mostra que mais de 48% das feiras e exposições são realizados na região Sudeste. 


Em segundo lugar permanece a região Sul, como 30,6% dos eventos, seguida das regiões Nordeste (10,4%), Centro-Oeste (6,8%) e Norte (3,9%).

O presidente executivo da Ubrafe, Armando Campos de Mello, afirma que o país tem “vasto e qualificado” calendário, que começa a ser ampliado para cidades fora do eixo Rio-São Paulo. 

Segundo ele, o objetivo da pesquisa foi dotar a Ubrafe e o mercado de feiras de negócios com números que permitam planejar de maneira mais adequada, o desenvolvimento e fortalecimento do setor.

O Ministério do Turismo contribui para a expansão do turismo de negócios, realizando investimentos em infraestrutura em todas as regiões do país. Com o lançamento do PAC do Turismo, em 2013, por exemplo, R$ 460 milhões foram direcionados para a construção e ampliação de centros de convenções e eventos em 11 municípios. Hoje, o Brasil é o 9º maior mercado de eventos internacionais do mundo, segundo a Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA).

Para a elaboração do estudo foram considerados como fontes: o calendário Ubrafe das principais feiras de negócios, o calendário de feiras do Brasil, o calendário brasileiro de exposições e feiras do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e da Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG). 

Neste contexto, foram analisadas as feiras e exposições B2B (sigla em inglês que significa de empresa para empresa) e as feiras do agronegócio.



Fonte: MTur

Nenhum comentário:

Postar um comentário