sábado, 7 de março de 2015

Por que o dia da Mulher é mais comemorado do que o dia do Homem?



O Dia da Mulher está chegando, será comemorado amanhã oito de março, e mesmo que as pessoas queiram deixar isso de lado, elas não conseguem, afinal, a mídia chama bastante atenção para esse dia - assim como as lojas fazem promoções e as próprias mulheres em geral gostam de ser celebradas.


Porém, você sabe quando é o Dia do Homem? Acredito que não. E por que isso acontece?

Carla Ribeiro, psicóloga estudiosa na saúde do homem, comenta que existem alguns motivos que podem ser ressaltados para esse tal “esquecimento”, desde motivos culturais, passando por sociais e comerciais. Como assim? 

- Ela explica:

“Culturalmente, crescemos em uma sociedade na qual o homem já é valorizado em quase todos os âmbitos da vida, desde o pessoal até o profissional, e muito por causa disso, as vezes torna-se pouco importante para eles celebrarem um dia apenas deles, afinal, desde que eles nascem, esse é um mundo prioritariamente masculino”, comenta ela, que ressalta que não deve-se generalizar, porém, é muito mais fácil encontrar alguma mulher que sinta-se ofendida caso seu marido esqueça do “Dia da Mulher” do que vice versa.

Outro aspecto importante é o comercial: segundo dados publicados pelo Correio Braziliense, o consumo feminino no Brasil subiu de R$602 bilhões (em 2003) para R$1,1 trilhão (em 2013). Em percentagem, isso significa 83%, - enquanto, durante esse mesmo período, o consumo do homem aumentou 45%. 

“Isso explica muita coisa a meu ver, afinal, o “Dia da Mulher”, assim como as outras datas comemorativas são nada mais do que datas motivadas pelo comércio a fim de esquentar as vendas – e, se os homens consumem tão pouco, porque dedicar um dia especial só a eles?”, discute Ribeiro. 

Mas não é só tradição e consumo que são diferentes quando se trata de homens e mulher. 

Outro aspecto importante é o social e o da saúde: “o homem sai do pediatra e vai direto ao urologista/cardiologista. Ele não tem essa preocupação tão grande com a saúde da mesma forma que a mulher tem. 

Além disso, quantas campanhas são feitas para mulheres – e quantas são feitas para homens?”, questiona a psicóloga.

Mas será que as coisas serão assim para sempre, ou a mulher vai conquistar cada vez mais seu espaço na sociedade, alcançado a sonhada igualdade e fazendo com que tanto o Dia da Mulher quanto o Dia do Homem sejam comemorados da mesma forma?

Obs: e caso você realmente não saiba e tenha ficado curioso: o Dia do Homem é comemorado em 15 de julho, aproveite-o para parabeniza-los.


Fonte: Carla Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário