quinta-feira, 2 de abril de 2015

Exposição inédita sobre a natureza brasileira em São Paulo

                              

Com o objetivo de aproximar a natureza das pessoas que vivem nos centros urbanos e restabelecer a conexão dos seres humanos com ela, a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza inaugurou na terça-feira (31/03), no Shopping Eldorado, em São Paulo, a Conexão Estação Natureza. 

A exposição inédita é gratuita, itinerante e ficará na cidade até 13 de abril. Depois da capital paulista, a exposição segue para o Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Fortaleza, Curitiba, Porto Alegre, Campo Grande e Belém, percorrendo, no total, 15 mil km e chegando a mais de 60 milhões de pessoas em todos os biomas brasileiros.

A Conexão Estação Natureza foi estruturada com o objetivo de sensibilizar os visitantes para a causa da conservação da natureza, oferecendo atividades interativas surpreendentes, a partir de recursos tecnológicos avançados.

“A conservação da natureza é responsabilidade de todos, pois nossas atitudes influenciam diretamente a biodiversidade e tudo o que ela nos oferece. Nesta exposição inédita, optamos por mostrar essa relação por meio da beleza e da alegria, pois acreditamos que dessa forma as pessoas se sensibilizam mais”, afirma Miguel Krigsner, fundador de O Boticário e da Fundação Grupo Boticário. 


Ele destaca que o caráter gratuito e itinerante da exposição é para atingir o maior número de pessoas possível. “Por isso, escolhemos começar pelas capitais mais populosas de todas as regiões do Brasil”, comenta.

Para Malu Nunes, diretora executiva da Fundação Grupo Boticário, as pessoas se conscientizam de algo quando se sentem parte daquilo. 

“É essa sensibilização que vamos oferecer para que elas sintam-se tocadas e integradas com a natureza, e a partir disso, reflitam. Será o primeiro passo para uma ação mais proativa em conservação”, explica Malu. 

A exposição faz parte das comemorações de 25 anos da Fundação Grupo Boticário, que desde 1990 promove e realiza ações de conservação da natureza em todo o território nacional.

A inspiração para a mostra veio do livro A Teia da Vida, de Fritjof Capra, no qual, com base em teorias científicas, ele propõe uma visão holística e interconectada da ecologia, segundo a qual o ser humano é parte da natureza e não superior a ela.


- Inovação e tecnologia para sensibilizar:


Está tudo conectado: essa é a grande mensagem da Conexão Estação Natureza. E para que as pessoas possam experimentar essa ideia foram desenvolvidas diversas estações, sendo que a principal delas é a Estação Conexão. 

Nela, está um cinema sensorial de seis telas dispostas em 360 graus, que é uma verdadeira imersão em paisagens naturais de tirar o fôlego. Enquanto as pessoas assistirem ao vídeo sobre a natureza - e aprenderem como estão conectadas a ela - também sentirão frio, calor, vento, chuva, em um ambiente aromatizado.

As "viagens sem sair do lugar" não param por aí: na Estação Belezas Naturais, os visitantes terão a oportunidade de usar os óculos "rift" e fazer uma visita virtual à Reserva Natural Salto Morato, unidade de conservação mantida pela Fundação Grupo Boticário no litoral paranaense, dentro do maior trecho contínuo de Mata Atlântica do país.

Em outras estações, os visitantes também poderão se divertir em jogos interativos, com tecnologias inovadoras como a "kinect", na qual os personagens do jogo repetirão os movimentos realizados pelos participantes, e "motion by hands", na qual as pessoas utilizam suas mãos em cima da tela, sem precisar tocá-la, para interagir nas diversas fases.

Também foi desenvolvida uma espécie de enciclopédia sobre o ecossistema marinho e as seis grandes regiões naturais brasileiras, chamadas de biomas: Amazônia, Pantanal, Pampa, Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado. Em um mapa "touch", os visitantes poderão acessar informações sobre fauna, flora, características, aspectos culturais, grau de ameaça de espécies, entre outras, dessas regiões.

“Com linguagem simples, acessível e atividades divertidas, a mostra atinge crianças de todas as idades, estudantes, famílias e até mesmo pessoas que nunca ouviram falar em conservação”, explica Teresa Cardoso, coordenadora da Conexão Estação Natureza.

Ela conta ainda que conscientizar sobre a emissão de gases do efeito estufa é muito importante, especialmente diante do cenário de mudanças climáticas pelo qual passamos. 


Por isso, foi elaborada a Power Station: nela estarão disponíveis três bicicletas ligadas à reprodução em tamanho real de uma árvore de pequeno porte. 

Quando as pessoas pedalarem, uma calculadora instantânea apresentará em tempo real informações de quanto se está economizando de combustível fóssil durante a pedalada, além da quantidade de gases do efeito estufa que estão sendo deixados de emitir, entre outros dados. 

“Quando os visitantes usarem as bicicletas, uma parte da árvore irá se acender. E se as três bicicletas estiverem trabalhando juntas, a árvore ficará inteira iluminada, evidenciando o trabalho em equipe e a interdependência”, comenta Teresa.

Para incentivar as "pedaladas ecológicas" será feita uma competição entre as cidades que receberão a mostra. “Cada nova capital saberá quanto que a anterior pedalou e será encorajada a bater esse número”, destaca Teresa.
    


Atendimento especial às escolas:

Na era tecnológica-urbana em que se vive, poucas crianças das grandes capitais têm oportunidade de contato mais próximo com a natureza. Dessa forma, a Conexão Estação Natureza pretende aproximá-las desse assunto que, muitas vezes, está tão longe. 

Para tanto, as escolas terão a possibilidade de levar seus alunos para visitar a exposição nos períodos da manhã e da tarde, em visitas guiadas. Para agendar a visita, os professores devem ligar diretamente para o Shopping Eldorado (11- 2197 7815).

Apesar do atendimento especial para escolas, a Conexão Estação Natureza não é direcionada exclusivamente para esse público. 

“O modo como os conteúdos foram estruturados e disponibilizados, torna o ambiente ideal para pessoas de todas as idades e formações culturais, incluindo jovens, universitários e famílias de modo geral”, ressalta Teresa.


- Metodologia inédita apontará efeito da exposição:

Para saber o quanto a exposição atingiu seu objetivo de sensibilizar as pessoas para a causa ambiental, foi desenvolvida uma pesquisa baseada na metodologia de mapas conceituais (Joseph Novak). Após passar pelas atrações da Conexão Estação Natureza, o visitante responderá algumas perguntas e terá que selecionar algumas imagens que aparecerão na tela.

“Com base nas respostas teremos como medir se a pessoa entendeu o conteúdo; se ela compreendeu, mas não está sensibilizada; ou, se ela assimilou que está conectada e desenvolveu algum tipo de sentimento com relação à temática”, conclui Teresa Cardoso. Ela destaca ainda que é importante ter esse retorno para saber o que surtiu efeito e o que pode ser melhorado. Esse é um projeto-piloto que será testado pela primeira vez no país e que pretendemos levar a outras capitais futuramente.


Fonte: Maria Luiza Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário