sexta-feira, 26 de junho de 2015

Conheça as belezas do Inti Raymi, a celebração do Império Inca, no Peru


Considerada uma das mais populares e mais emocionantes atrações culturais e históricas do Peru, o Inti Raymi (Festa do Sol, traduzida do quéchua) foi uma cerimônia inca na qual os sacerdotes e os povos da civilização Inca faziam homenagens ao Inti, o Deus Sol, como agradecimento pelas colheitas que chegavam ao fim e para pedir que a terra fecundasse novamente e continuasse servindo aos filhos do Império Inca (Tawantinsuyu, em quéchua) nas próximas colheitas.

A celebração marca o Solstício de Inverno nos Andes (quando, no Hemisfério Sul, o astro encontra-se mais distante do eixo da Terra) e, antigamente, representava para os incas o que para nós hoje é o Ano Novo - era uma festa na qual se iniciava um novo ano e marcava o fim do ano agrícola anterior. Nos tempos atuais, a Festa do Sol é realizada na cidade de Cusco e no sítio arqueológico Sacsayhuamán (a dois quilômetros de Cusco), no Peru, no dia 24 de junho.

A cidade de Cusco se enche de cores, sons e magia nesta época do ano, por conta dos preparativos para a grande celebração. As ruas e praças ficam tomadas de turistas, moradores, visitantes, arqueólogos e historiadores, além das pessoas que interpretam a cerimônia, em uma espécie de teatro a céu aberto. Com isso, vários sítios arqueológicos da região também se enchem de vida. 


                            

Sem dúvida, trata-se de uma grande mostra pela preservação e proteção de uma das mais belas festividades do Peru. Se antigamente a cerimônia era realizada pela própria civilização, atualmente ela é realizada para milhares de pessoas, incluindo cidadãos peruanos e turistas de toda parte do mundo e que vão ao Peru só para ver de perto esta grande festa.

- A cerimônia do Inti Raymi:

A partir da madrugada do dia 24 de junho até o fim do dia, após os últimos raios de Sol terem desaparecido, uma série de atrações se espalharam pelo centro de Cusco e pela fortaleza de Sacsayhuamán, garantindo aos seus participantes experiências magníficas. 
Além do ritual sagrado, que contou com a participação de mais de mil atores e encenadores em ação, houve muita música, dança, comidas e bebidas típicas andinas na programação que dura horas. 


Celebrada há mais de 800 anos, a Festa do Sol começa com orações pelo retorno do Sol, assim como os Incas faziam no auge do Império, e em seguida é feita uma cerimônia na qual a estátua do Inca é levada do Qoricancha (Templo do Sol) até Huacaypata (na Plaza de Armas de Cusco). Depois, todos seguem para Sacsayhuamán, onde realiza-se o sacrifício simbólico. Em agradecimento ao retorno do Deus Sol, figurantes se vestem com máscaras, véus, roupas coloridas e, munidos de lanças, fazem preces e dançam ao ritmo das flautas e tambores típicos dos Andes.


Realizada pela Empresa Municipal de Festejos de Cusco, a Festa do Sol faz parte de um calendário de celebrações que acontecem na região durante os meses de maio, junho e julho. Entretanto, o ponto alto dos Festejos de Cusco é o Inti Raymi, que foi declarado pela Prefeitura de Cusco como Patrimônio Cultural da Nação e Ato Oficial e Principal Cerimônia Ritual de Identidade Nacional. 

Aproximadamente 40 mil pessoas acompanharam a celebração do Inti Raymi, no dia 24 de junho. Entretanto, o turismo em toda a região é impactado durante todo o mês. Para junho deste ano são esperadas 200 mil pessoas, entre turistas peruanos e estrangeiros, em Cusco, por conta da data.

- Celebrando o Inti Raymi em São Paulo:

Para divulgar esta grande celebração que é o Inti Raymi e promover o turismo do Peru no Brasil, uma grande festa temática foi realizada na quinta-feira, 25 de junho, a partir das 20h, na casa noturna Rey Castro, em São Paulo. Realizada em parceria entre o Escritório Comercial do Peru no Brasil e o Rey Castro, a Festa Inti Raymi - Peru contou com atrações e iguarias culinárias peruanas. 

Além disso, as melhores caracterizações entre os convidados ganharam uma viagem ao Peru, com o apoio da operadora Turismo Consciente, a companhia aérea Avianca e a rede peruana de Hotéis Aranwa.

Entre as atrações artísticas da noite houve show da cantora e compositora peruana Adriana Mezzadri, autora da canção "Marcas de Ayer" e conhecida por compor trilhas de novelas e séries como "O Clone", "Olga" e "A Casa das Sete Mulheres", e da Banda Coconut Versiones, apresentou versões latinas de grandes sucessos da música pop mundial, além de aula animação com o casal Fernanda e Walace Giuzio.

E para que a culinária peruana não fique de fora desta grande festa, o bar do Rey Castro, sob o comando do chefe Felipe Bellim, recebeu o chefe peruano Christian Báscones, do restaurante Huaco RestoBar, para montar uma grande Estação de Ceviche. Houve, ainda, um Pisco Bar, com uma equipe de bartenders escalada para preparar os tradicionais drinques peruanos, sob o comando da Pisco Vargas.


Fonte: Sara Correia

Nenhum comentário:

Postar um comentário