quinta-feira, 2 de julho de 2015

Convivência e conscientização pela vida das aves silvestres

                    O papagaio charão é u ma das espécies de aves presentes no viveiro

Mais que lar de aves típicas da nossa fauna, a Fazenda é responsável pelo 1° Criadouro Conservacionista do Brasil com finalidade pedagógica. O projeto, que foi constituído em uma parceria com o IBAMA e a Brigada Ambiental do Rio Grande do Sul, abriga cerca de 120 espécies e recebe visitas de grupos para conscientização. No total, já foram recuperados mais de sete mil animais em estado crítico.

O Viveiro de Passeriformes auxilia na reabilitação de pássaros silvestres e propicia um contato mais próximo para os grupos de visitantes. A estrutura do espaço é em forma curvilínea, o que contribui para reabilitação rápida dos pássaros. 


"O espaço não é apenas um lugar de recolhimento, mas também de recuperação e reprodução desses animais. Papagaios, tucanos e araras encontram aqui, uma nova oportunidade de vida", salienta o veterinário da Quinta da Estância, André Goelzer.

Entre os outros espaços especiais para aves da Quinta da Estância, o Viveiro de Imersão, é onde os visitantes têm a oportunidade de ficar próximos e observarem os animais no mesmo ambiente. Não há a separação de telas, proporcionando uma experiência sem igual de sensibilização para o cuidado com a natureza e cuidado com os animais.

Outro tipo de visitação é pelo Viveiro de Inversão e Gaiolão Humano, quando se inverte os papéis e coloca-se o visitante dentro de uma gaiola com capacidade para até 30 pessoas. "A experiência pretende mostrar como se sentem os animais que são enjaulados e sensibilizar os visitantes sobre captura e tráfico de animais silvestres", revela Goelzer. A Fazenda recebe grupos de, no mínimo, 12 pessoas e tem monitoria personalizada conforme cada perfil de visitantes.


- Sobre a Quinta da Estância: 

Fundada em 1992, a Quinta da Estância é a maior fazenda de turismo rural pedagógico do Brasil, pioneira em ações de educação ambiental e sensibilização ecológica. Foi o primeiro empreendimento turístico do Brasil aceito como Signatário do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e uma das 350 empresas do mundo a participar do Caring for Climate, seleto grupo da ONU especializado no combate às mudanças climáticas do planeta. 


Em 2009, recebeu o reconhecimento Estadual e Nacional do Prêmio MPE Brasil - categoria Responsabilidade Social, concorrendo com mais de 57 mil empresas de todo o país. O empreendimento também possui, desde 1995, o primeiro criadouro conservacionista do Brasil com finalidade pedagógica, que cria a reproduz animais silvestres, especialmente em vias de extinção.



Fonte: Kelly Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário