terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Pacto Global da ONU lançou caderno anticorrupção


A Rede Brasileira do Pacto Global da ONU lançou na quarta-feira (09/12) o "Caderno do Pacto - Anticorrupção". O objetivo é compartilhar as ações do Pacto para apoiar as empresas na adoção e manutenção de sistemas de compliance e anticorrupção. 


Para a chefe de Anticorrupção e Transparência do Pacto Global, Olajobi Makinwa, a corrupção é o uso indevido de um poder confiado, quase sempre motivado pela ganância. Ela afirma que a prática não é uma exclusividade do poder público, pois muitas empresas instigam e participam desse tipo contravenção. 

O caderno foi desenvolvido pelo grupo temático Anticorrupção da Rede Brasileira do Pacto Global, coordenado por Olga Pontes, da Braskem. 

"O material é inovador e pretende informar e provocar as empresas a criarem ações que combatam qualquer tipo desvirtuamento da ética", afirma.

O "Caderno do Pacto - Anticorrupção" dedica um capítulo completo à Lei Anticorrupção e apresenta um teste para avaliar se a empresa age de forma que dê margem a práticas ilícitas. 

Outro capítulo é dedicado às políticas de compliance e aborda os benefícios em adotá-las. O material serve tanto para as empresas que já adotam as práticas se atualizarem no debate quanto para aquelas que pretendem criar ações que coíbam a corrupção.

O lançamento da publicação acontece no Dia Internacional Contra a Corrupção. Seu diferencial é colocar a iniciativa privada como uma das protagonistas do debate. 

"Quando falamos em corrupção, nosso primeiro pensamento são os governos, mas há muitas ações que as empresas podem e devem fazer para combatê-la", diz Olga. 

O Pacto Global busca engajar as organizações a se conscientizarem de que elas podem estar inseridas em uma lógica de corrupção e que há saídas para isso, especialmente pelo compartilhamento de informações e cases de sucesso.

O "Caderno do Pacto - Anticorrupção" está disponível para downloadno site da Rede Brasileira do Pacto Global: www.pactoglobal.org.br.



Fonte: Daniel Ribeiro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário