quarta-feira, 23 de março de 2016

Rota Vicentina é eleita uma das melhores trilhas da Europa

                                   

Uma das trilhas mais famosas do mundo, a Rota Vicentina acaba de ser reconhecida pela certificação Leading Quality Trails – Best of Europe, atribuída pela ERA (European Ramblers Association), entidade que organiza o setor dos percursos pedestres. Grande parte da extensão da rota está localizada na deslumbrante região do Alentejo, em Portugal.

                                 

                                 
Com este reconhecimento, a Associação Rota Vicentina espera ganhar projeção internacional entre os viajantes, fazendo com que a Costa Alentejana e Vicentina se transforme em destino preferencial para caminhadas e turismo de natureza.


Inspirado no certificação alemã Wanderbares Deutchland Qualitaetsweg, o exigente selo afirma e reconhece diversos fatores, incluindo a qualidade e natureza do solo, beleza da paisagem, segurança, acesso às ofertas turísticas, informações prestadas aos usuários, qualidade da marcação do percurso, entre outros aspectos. A Leading Quality Trails já certificou outras 12 rotas de países como Dinamarca, Alemanha, Áustria, Luxemburgo e Grécia. Esta é a estreia da Europa ocidental, o que se revela uma enorme vantagem competitiva. 


A Rota Vicentina é uma rede de percursos pedestres ao longo da costa sudoeste de Portugal que soma hoje cerca de 400 quilômetros sinalizados para caminhar entre Santiago do Cacém e o Cabo de S. Vicente. Inaugurada em 2012, esta grande rota foi desenvolvida em parceria entre entidades públicas e empresários locais que defendem o Turismo de Natureza como via de desenvolvimento para a região.


Formada pelo Caminho Histórico, pelo Trilho dos Pescadores e pelos novos Percursos Circulares, lançados em 2015, a Rota Vicentina propõe uma vivência única destes dois mundos: entre a cultura rural autêntica do interior e a costa selvagem do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.



Fonte: Natasha Osório

Nenhum comentário:

Postar um comentário