quinta-feira, 30 de junho de 2016

Brasileiros adotam atitudes cada vez mais conscientes no momento do consumo


Pesquisa da Fecomércio RJ/Ipsos revela que os brasileiros estão adotando hábitos cada vez mais conscientes de consumo, tanto do ponto de vista econômico quanto ambiental. Exemplo disso é que, em relação a 2015, houve aumento de 21 pontos percentuais na parcela de brasileiros que optaram por adquirir eletrodomésticos com menor consumo de energia, escolha de 64% dos consumidores em 2016, contra 43% no ano passado. Esse foi o maior resultado para esse item na série, que começou em 2007.

Outros hábitos ambientalmente responsáveis já viraram rotina no dia a dia dos brasileiros: quase a totalidade dos consumidores (94%) fecha a torneira ao escovar os dentes, - também o maior percentual já registrado na série -, e 93% apagam as luzes ao sair de um recinto. 


O reaproveitamento de alimentos já prontos para fazer uma nova refeição é o hábito de 80% dos brasileiros, alta de 15 pontos percentuais em relação ao ano passado e também o maior resultado da série histórica.

Ainda sobre alimentos, 77% checam a validade do produto antes de adquiri-lo e 63% leem o rótulo no momento da compra. O consumo de orgânicos foi apontado como parte da rotina por 24% dos brasileiros, alta de 3 pontos percentuais.

Neste ano, além das já citadas, muitas outras atitudes alcançaram os maiores percentuais da série histórica, como solicitar nota fiscal ao comprar um produto (58%), separar óleo de cozinha para reciclagem (38%), consumir produtos com menor impacto para o meio ambiente (31%).

Sobre o uso de sacolas ecológicas, 47% dos brasileiros têm o hábito de utilizá-las, alta de 6 pontos percentuais em relação a 2015. No entanto, apenas 17% usam sempre. Os outros 30% utilizam essas sacolas apenas eventualmente.

- Reciclagem:

Cerca de metade da população brasileira (51%) separa o lixo para reciclagem. Em 2015, eram 45%. No entanto, os brasileiros ainda se mostram incrédulos quanto ao destino do lixo coletado na porta de casa: 63% acreditam que o lixo separado pelo morador é misturado na coleta, sem separação entre reciclável e orgânico. Apenas 24% acreditam que o lixo reciclado é tratado corretamente.
                                   

Neste ano, a pesquisa passou a considerar o quanto os consumidores levam em conta as atitudes mais conscientes nos estabelecimentos comerciais. Um em cada três consumidores se mantém informado se as empresas participam de campanhas de responsabilidade social (33%) e são responsáveis com o meio ambiente (33%). Já 29% estão atentos se a empresa faz reciclagem e 11% se faz testes em animais.

A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 30 de março e contou com a opinião de 1200 consumidores em 72 municípios brasileiros.


Fonte: Senac- Patricia Diniz


Nenhum comentário:

Postar um comentário