terça-feira, 19 de julho de 2016

Quito é uma das cidades mais sustentáveis do mundo


Com uma ampla oferta de espaços verdes, diversidade de flora e fauna e inúmeras iniciativas eco-friendly, a capital equatoriana continua se esforçando para se tornar uma das cidades mais sustentáveis do mundo e atrair cada vez mais turistas dispostos a descobrir este destino que se desenvolve em harmonia com o meio ambiente.

Por conta das práticas para combater a mudança climática, Quito não só tem sido reconhecida como a cidade mais sustentável no Equador, mas também foi selecionada como uma das 17 finalistas do prêmio mundial de cidade mais sustentável do mundo, um destaque concedido pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF, em Inglês). Este reconhecimento é o resultado dos esforços que têm sido feitos nos últimos anos para converter Quito em um destino turístico sustentável por excelência.




Os avanços são evidentes. A cidade deu passos significativos para reduzir a pegada de carbono por meio do reflorestamento e uso de energia limpa. Desde janeiro de 2015, mais de 385 mil árvores foram plantadas. Ainda, a iluminação pública se tornou mais eficiente com a instalação de luzes LED. Quito também promove uma política de gestão de resíduos sólidos, que visa reduzir a produção de resíduos per capita em 5%, além de incentivar práticas como a reciclagem.

As razões que fazem de Quito um destino sustentável não param por aí. O turismo é uma das indústrias que mais são beneficiadas pelas iniciativas verdes, oferecendo aos visitantes uma grande variedade de opções eco-friendly.

Uma delas é a observação de aves, uma experiência que agrega cada vez mais adeptos e que pode ser realizada em vários pontos da cidade e nos arredores, onde há sinais que indicam as espécies mais fáceis de serem observadas.

                       

A diversidade de microclimas na área, que estão entre 500 e 4700 metros. Oferecem habitats perfeitos para 542 espécies de aves endêmicas e exóticas. Hotéis e reservas naturais particulares também oferecem tours e passeios para esta prática.   Além disso, para os viajantes que gostam de natureza e, ao mesmo tempo, de interagir com os moradores, há opções atraentes a poucos quilômetros de Quito.

A Ruta Escondida (Rota Escondida, em português) é uma experiência maravilhosa de turismo ecológico e comunitário. O percurso começa em Guayllabamba, um povoado caloroso e de colinas quentes, conhecido pelas delícias culinárias, como o locro e a fritada. Mais adiante, entre frutas exóticas e paisagens andinas, a rota passa por pequenos povoados rurais, onde se pode desfrutar do afeto dos moradores, conhecer as tradições e explorar a beleza natural da região.


Outra opção ecológica fantástica pode ser encontrada a 120 quilômetros a noroeste de Quito. A Área de Proteção Natural Mashpi-Guaycuyacu-Sahuangal, cujo nome se deve aos rios da região, engloba quase 318 mil hectares e é um verdadeiro tesouro da biodiversidade. A grande variedade de ecossistemas florestais consiste em refúgio de vida selvagem para um grande número de plantas e animais. A área também é uma fonte de vida para as seis populações costeiras, formadas por cerca de 1200 pessoas.




Com uma oferta variada, motivos não faltam para que Quito se estabeleça como um destino de turismo sustentável e ecológico de destaque em todo o mundo. A cidade convida os visitantes a descobrir e desfrutar da cidade de maneira responsável, sempre respeitando o meio ambiente.

- Sobre Quito Turismo:

Em 1978, Quito foi nomeada como Primeiro Patrimônio Cultural pela UNESCO. Este próspero destino da América do Sul representa uma combinação única entre o antigo e o novo, oferecendo aos viajantes a oportunidade de vivenciar uma cultura autêntica, rica em tradições indígenas e hispânicas. Quito conta com um saboroso cenário gastronômico com especialidades locais e internacionais, além de uma variedade de hotéis, teatros e museus.

A capital do Equador, para além da área moderna e urbana, está rodeada de paisagens andinas e atrativos naturais como: o Bosque Nublado, montanhas, lagos e planaltos desertos, com diversos ecossistemas localizados entre 500 e 4200 metros acima do nível do mar.


Fonte: Daniela

Nenhum comentário:

Postar um comentário