terça-feira, 23 de agosto de 2016

Cinco motivos que tornam Cusco um destino misterioso e transformador


Monumentos, ruínas, artesanato e a culinária local fazem de Cusco uma viagem única e motivadora. Berço do Império Inca, a cidade está mergulhada em uma cultura reveladora, cheia de templos e parques que podem ser vistos em uma caminhada tranquila. Localizada no planalto peruano, Cusco é um destino que reúne uma variedade de lugares a visitar. A rica tradição permite ao viajante conhecer o ritmo de vida dos poucos mais de 500 mil habitantes que vivem por lá. Para quem é sócio da Royal Holiday, conhecer o destino é mais fácil.  


Confira outras informações sobre o destino :

1 – Diminua o ritmo: caminhe para sentir o clima da cidade
Nada melhor ao iniciar uma viagem com propósito como diminuir o ritmo. Uma caminhada pelo lugar nos diz muito sobre seus moradores, hábitos e estilo de vida. Em Cusco, isso se torna mais especial uma vez que as ruas são cercadas de histórias. Trace uma rota e saia caminhando pelos pontos que achar interessante. A Praça das Armas, o mercado Central de San Pedro e a região de San Blás são alguns pontos sugeridos a estar no roteiro.


2 – Respire o ar de antigas civilizações: berço do império Inca
Conhecida como capital da cultura Inca, é impossível não mergulhar na história local. A Basílica Catedral de Cusco, na Plaza de Armas, o Parque Arqueológico de Saqsaywaman e o Qoricancha, são paradas obrigatórias. Para os viajantes interessados em arqueologia, a cidade proporciona monumentos religiosos, aficionados por tradições populares, artesanato e até mesmo observadores de aves devem considerar a cidade em sua lista de lugares a conhecer. 


Berço do Império Inca, tido como o maior Estado da Amércia pré-colombiana, o território peruano também abrigou a civilização de Caral. Cusco é o ponto inicial para se conhecer a história desses povos. Conhecido como o Templo do Sol, Qoricancha, servia como local para cerimônias e estudos como astronomia e matemática. Para visitar o tempo de Qoricancha é necessário pagar a entrada de 10 soles (R$10), e o passeio abrange arquitetura, história e arte, onde é possível conhecer um pouco mais sobre a cultura Inca.


Outra histórica construção a visitar é a Basílica de Cusco. A imponente construção tem três naves e 12 capelas em seu interior. Muito rica em imagens, quadros, ouro e prata, não se pode fotografar lá dentro para preservação do patrimônio. A entrada custa cerca de 25 soles (R$25).
                              

O Parque de Saqsaywama, com seus 10 mil anos de idade é considerado como uma fortaleza mesmo sem ter tido nenhuma função militar. O lugar era um centro cerimonial, utilizado como uma zona sagrada e de estudos. Localizado a 3.650m de altura, sua construção foi à base de pedras enormes.


3 – Uma pausa para o jantar: experimente a gastronomia local
As culturas Ameríndias são famosas por sua rica culinária. Sabores, texturas, cores e aromas levam o turista a descobrir receitas deliciosas. Bananas, pimentas, batatas, frango e milho formam alguns dos alimentos base da culinária peruana. 


Ao provar as comidas típicas como ceviche, frango grelhado, timpo e anticuchos, o viajante estará provavelmente conhecendo muito mais de perto a tradição e a cultura local. O ceviche é um dos pratos mais conhecidos e também considerado um patrimônio cultural da nação peruana. Há uma variedade grande das receitas em cada região e local. Basicamente é um prato à base de pescados marinados em limão peruano, cebola, sal, alho e pimenta.


4 – Como chegar :
Cidadãos brasileiros são isentos de visto. Caso o viajante não tenha passaporte, o RG pode ser usado para entrar no país. Há voos diretos e com escalas entre as principais cidades brasileiras para Lima e Cusco. Para economizar, uma parada em Lima é a melhor opção. Os voos entre as duas cidades peruanas duram apenas 1h e podem ser encontrados na faixa de R$ 600.

5 – Destino econômico:
A moeda peruana é o Novo Sol. Em relação ao Real, as duas moedas são equivalentes. Cusco é um destino econômico, mesmo considerando os preços de alta estação. Comidas e bebidas também encontram-se a um preço acessível. 

Onde se hospedar
Hotel Midori - este casarão colonial, restaurado em sua totalidade, conta com 24 apartamentos completamente equipados, restaurante com café da manhã, lavanderia, serviço de quarto, internet, sauna e banheira de hidromassagem. Com localização próxima ao centro histórico de Cusco, está a um quarteirão da Praza de Armas, um dos espaços mais lindos da cidade, rodeado de igrejas, jardins com bancos e restaurantes com sacadas onde se pode observar o movimento da cidade enquanto se desfruta da comida típica, um fresco ceviche, ou o popular frango na brasa. Chegar ao Hotel Midori é muito fácil, o Aeroporto Internacional Alejandro Velasco Astete está a somente 15 minutos de carro.

Por que se hospedar: o hotel está localizado próximo ao coração do centro de histórico de Cusco a pouco passos do Museu Inca, e das principais ruas e vielas da cidade.


Fonte: Alessandra Macedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário