segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Como montar uma mini horta?


Criar uma mini horta em casa pode ser uma ótima opção para consumir alimentos mais saudáveis, não é mesmo? A docente da área de jardinagem e paisagismo, do Senac São José dos Campos, Cyntia Galvão Salles, preparou um guia completo para quem quer montar uma hortinha em casa ou apartamento. Segundo a docente, é possível aproveitar espaços vazios de corredores, varandas, sacadas e quintais para criar a mini horta. “Com cuidados diários e imaginação é possível colher hortaliças de qualidade, alimentando-se melhor e com muito mais prazer”, revela a docente. 

Confira: 

- Passo 1 - Escolha do local:

Mesmo em pequenos espaços é necessário no mínimo 5 horas de sol direto para a maioria das verduras, temperos e frutas. Para que as plantas realizem a fotossíntese e completem seu ciclo de desenvolvimento. Esses espaços podem ser os corredores externos das casas, sacadas e beirais de apartamentos, varandas, janelas, terraços, garagens e fundos de quintal


- Passo 2 - Recipiente de plantio:

Pode ser desde uma simples garrafa PET, embalagens recicladas (desde que tenha sido utilizada no envase de produtos não tóxicos), vasos ou floreiras de cerâmica, de plástico ou cimento, caixas de madeira (caixa de fruta), bombona plástica, tubo de PVC, carriola utilizada em construção e o que mais a imaginação puder criar. Quanto menor o tamanho do recipiente, menor será o volume de terra e consequentemente haverá a necessidade de maior atenção com a irrigação e com a reposição de nutrientes (adubação). 


- Passo 3 - O que plantar?

Os mais recomendados para cultivo em pequenos recipientes são as hortaliças como o coentro, cebolinha, salsa, alface, chicória, almeirão, rúcula, espinafre e algumas condimentares como alecrim, poejo, hortelã, erva-cidreira, manjericão, alfavaca, pimentão, tomate e pimenta. Em relação às raízes e tubérculos, o plantio em pequenos recipientes não é recomendado. 


- Passo 4 - Criação da mini horta:

Deve-se preparar o sistema de drenagem no fundo do vaso com furos nos recipientes. Depois colocar uma camada de argila expandida, ou caco de cerâmica ou mesmo pedra brita. Para a eficiência da drenagem ainda devemos colocar por cima uma camada de areia ou mesmo manta geotêxtil que funciona para segurar a terra preparada no lugar e não entupir o dreno. A areia (ou manta) funciona como o filtro de papel na preparação do café, deixa passar a água, mas segura as partículas no lugar. Para dar um acabamento eficiente e reduzir a quantidade de água usar a cobertura seca (ou mulch).

Para as frutíferas o ideal são recipientes de dimensão próxima a 50x50x50 cm e a maioria das espécies podem ser cultivadas em vasos, desde que tenham uma boa quantidade de sol. Alguns exemplos de frutas que podem ser cultivadas em vaso: limão, laranja, pitanga, carambola, acerola, jabuticaba, uvaia, romã, nêspera, mamão, dentre outras. 




- Dicas : 


· Mini hortas: a irrigação deve ser diária e eficiente, de modo que sempre que irrigar deve saturar o solo em profundidade até a saída do excedente pelo dreno do fundo;

· Frutíferas: varia conforme a espécie. Mas deve ser feito no mínimo uma vez por semana;Uma vez ao ano deve-se trocar pelo menos 1/3 do solo por uma terra nova e rica em adubo orgânico;

· A adubação das hortaliças deve ser frequente e pelo menos uma vez ao mês, privilegiando adubos orgânicos (húmus de minhoca, composto orgânico, terra vegetal, esterco de vaca curtido, esterco de galinha curtido, dentre outros). Nas frutíferas o recomendado é a adubação orgânica no mínimo 3 vezes ao ano. ​

Fonte: Cyntia Galvão Salles

Nenhum comentário:

Postar um comentário