terça-feira, 4 de outubro de 2016

O impacto da energia solar nos humanos, nos animais e no planeta


A nossa necessidade de contar com a energia para sobreviver já está clara para todos. Usamos a eletricidade não somente para acender uma luz ou ligar a televisão, ela também aquece nossas casas, faz funcionar eletrodomésticos básicos e até mesmo equipamentos hospitalares que ajudam a salvar vidas.

Ao mesmo tempo, a produção da eletricidade pode nos custar muito. Em boa parte dos países do mundo, ela só é obtida a partir da queima de materiais fósseis ou de carvão, sem contar no enorme risco relacionado com a energia obtida através de tecnologias nucleares.

Elas podem não somente expor a vida na Terra ao risco, como também influenciar em alterações no clima que produzem situações como o aquecimento global, a poluição do ar e da água, a chuva ácida e o acúmulo desnecessário de resíduos.

Especialistas em sustentabilidade e meio ambiente já compreenderam que, se continuarmos nesse ritmo, a produção da energia que tanto precisamos também poderá ser a responsável por reduzir nosso tempo na Terra. Por isso, alternativas para combater esses fatores de risco são cada vez mais incentivadas e exploradas por diversas populações no mundo, com o intuito de proteger o nosso planeta e, consequentemente, a nossa vida.

Um dos modelos de produção de energia que tem menor impacto na sustentabilidade e no meio ambiente em que vivemos é a solar. Faz muito sentido aprender a usá-la também, visto que o sol está sempre disponível para nos fornecer seus raios, que são ricos em energia que podem - e devem - ser usadas por nós. 

O impacto da energia solar na vida humana e no ambiente é relativamente menor e é uma forma de energia que não se esgota, é por isso que ela é classificada como uma energia limpa e renovável. Ela não libera gases, não produz ruídos, não polui o ar, nem a terra e nem mesmo a água.

Outra grande vantagem dessa energia é que um sistema de energia solar é capaz de abastecer a produção humana por mais de 30 anos, além de ser mais econômica no aspecto de uso da energia, como de valor financeiro, se pagando mais de 4 vezes durante o período de uso.

As placas de energia, usadas na produção desse tipo renovável de eletricidade podem garantir uma economia financeira muito interessante ao longo dos anos - e se você precisar de produzir mais energias, basta comprar mais placas.

Quando pensamos na vida animal, a energia solar também é um meio seguro e com pouco impacto nesse aspecto. Apesar da implantação das placas poder ter alguma relação indireta com a redução da qualidade de vida de algumas espécies, elas rapidamente se adaptam à presença desse produtor de energia para a sociedade. O mesmo ocorre para a fauna do local onde está sendo produzida esse tipo de energia.

Os benefícios do uso da energia solar para o meio ambiente também são vários. Ela não produz gases tóxicos, não interfere no aquecimento global e nem mesmo tem relação com a produção de chuva ácida ou de camadas de poluição nas grandes cidades do mundo.

A energia solar é, portanto, a energia do futuro para quem pensa em viver em um mundo mais sustentável e saudável.


Fonte: Auster Energy 

Nenhum comentário:

Postar um comentário