segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Saiba como não se endividar com as compras de final de ano



O aumento de gastos é comum no final de ano, considerando ceia de Natal, confraternizações e trocas de presentes, entre outras despesas. Por isso, é importante refletir e traçar um planejamento de despesas, evitando cair no descontrole financeiro e começar 2017 no vermelho.

Considerando as despesas previstas para janeiro, como IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, é preciso evitar o endividamento e buscar fazer os pagamentos à vista. Quem já se programou e poupou dinheiro ou reservou parte do 13º para a ocasião, está de parabéns e deve agora seguir o orçamento para não entrar em dívidas. Quem não se preparou precisa dar preferencia aos itens que caibam no bolso.

Se for preciso parcelar, opte por poucas prestações tendo a certeza que caberão no orçamento. Tenha sempre em mente que o planejamento antecipado facilita a dinâmica das compras e tende a gerar grande economia. Coloco abaixo algumas orientações para os principais gastos do período. Boas compras!

- Ceia de Natal:


O planejamento para a ceia é muito importante para evitar o desperdício, tanto de alimentos, quanto de dinheiro. Portanto pense no que será servido na ceia e na quantidade de pessoas, para ter uma mesa farta na medida certa.

Antecipe as compras dos itens menos perecíveis, como bebidas e grãos, acompanhando as promoções de sua região, para garantir um bom preço. Já os itens mais frescos podem ser procurados em feira livres, onde há variedade, qualidade e preço baixo.


- Confraternizações:

É comum que amigos e familiares se reúnam no final do ano para confraternizar. Nesses casos, se for à baladas, bares e restaurantes é indicado, antes de sair de casa, ter em mente o quanto poderá gastar sem comprometer as finanças e, no local, respeitar o orçamento.

Se o encontro for na casa de alguém, é interessante dividir os gastos ou combinar de cada um levar algo, para não ficar pesado para o anfitrião. É preciso cuidado com os excessos, especialmente de bebidas, que pode levar ao descontrole.


- Presentes de Natal:

O desejo de presentear aqueles que estiveram ao nosso lado durante o ano é comum, então é preciso apenas fazer algumas escolhas para não comprometer o orçamento ou entrar no endividamento por conta disso.

Faça uma lista com os nomes de quem irá presentar e o quanto pretende gastar. Neste momento, considere dar lembrancinhas para algumas pessoas, itens de pequeno valor econômico, mas de grande valor emocional.



Autoria : Reinaldo Domingos, educador financeiro, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira e autor do best-seller Terapia Financeira, do lançamento Mesada não é só dinheiro, e da primeira Coleção Didática de Educação Financeira do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário