quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Sistema de bombeamento de água movido a energia solar gera redução de custo


Uma casa no campo, tranquila, com horta e pomar, operando de formas simples e econômica. Esse é o sonho de muitos brasileiros, entre eles Romair Alves de Oliveira, professor de Barra do Garças/MT. Para auxiliar na realização desse sonho, Romair, que também é pequeno produtor agrícola, optou pela solução mais sustentável para conseguir água para o seu pequeno pomar: o sistema anauger solar.

Por possuir alimentação elétrica própria, oriunda de painel solar, o sistema garante abastecimento de água, retirada de lençol freático, poços, cisternas e rios, sem aumento na conta de energia. 

“Foi a solução ideal para mim, pois consegui economizar energia sem agredir o meio ambiente”, comenta Romair. Ele já possuía bomba hidráulica da Anauger, que já se encaixava nas suas necessidades. No entanto, ao observar o sistema anauger solar, exposto em uma loja de materiais de construção, ele se interessou mais ainda por se tratar de produto alimentado por energia solar.

Ele destaca que não houve dificuldade nenhuma de instalar o produto, que retira água de um poço, próximo à sua propriedade, para regar o pequeno pomar que possui. Romair pretende, na aposentadoria, ter uma chácara, com um pomar maior. 

“Gostaria de usar esse produto para regar mais plantas e ter alguns tanques com peixes. Desta forma, utilizaria a bomba solar para conseguir a água sem aumentar a conta de luz. ”, relata Romair.

O sistema anauger solar foi concebido com o intuito de ser uma saída sustentável e economicamente viável para abastecimento de água, para agricultores e mesmo moradores da periferia das cidades, que se encontrem longe do sistema elétrico convencional. Com vazão máxima de 8.600 litros/dia, o sistema garante água com elevação máxima de até 40 metros. A Anauger preza, acima de tudo, a satisfação de seus clientes. “Tem me agradado muito este produto por sua eficiência e sustentabilidade”, finaliza Romair.



Fonte: Kauli Mizuguti

Nenhum comentário:

Postar um comentário