quarta-feira, 5 de abril de 2017

A eficiência da equipe de vendas começa na liderança


Segundo pesquisas, o Brasil é um dos piores países na categoria de atendimento ao cliente. A maioria dos atendentes são despreparados e desmotivados, o que afeta diretamente o consumo - que converte em dinheiro para a empresa - e, principalmente, a fidelização de clientes, que é a principal e mais difícil realização no processo de compra. Se a sua equipe de vendas está passando por problemas, saiba que todos eles começam e terminam na liderança. 

“O capital humano é o mais importante dentro de uma empresa. A motivação está diretamente ligada à qualidade e a produtividade do trabalho do funcionário. Se o líder apenas dá ordens e não motiva a equipe de forma saudável, ele está fazendo errado. Gerente dá ordens, um líder dá exemplos”, diz o coach de vendas, Max Pires.

De uma maneira geral, segundo o especialista, a maior forma de motivar um funcionário é reconhecer sua importância na empresa. “Não é só porque ele está sendo pago para exercer aquela função, que ele não precise de motivação além do dinheiro. Um líder compreensivo, que ouve o funcionário e, além disso, deixa que ele participe das tomadas de decisões e tenha voz ativa, transforma a equipe em uma família preocupada com o crescimento da empresa e que trabalhará para tal. 

Além disso, o reconhecimento do bom trabalho é essencial para que o colaborador continue atuando de maneira produtiva, por isso, o líder assume um papel crucial no quanto a equipe trabalha”, argumenta Max, idealizador do treinamento para equipes e líderes, denominado “Garçom Vendedor”.

Traçar metas também é uma ótima forma de manter a equipe motivada, no entanto, de acordo com Max, é preciso que estas sejam realistas e alcançáveis por todos. “É muito comum ver o cartaz de "funcionário do mês" nos estabelecimentos, mas os gestores não fazem a menor ideia do quão desestimulante ele é. 

As metas precisam ser batidas por toda a equipe e a recompensa precisa ser geral. Quando apenas um funcionário ganha destaque, causa uma disputa entre os colaboradores, ao invés de uma ambição saudável. O processo de transformação de uma forma geral precisa envolver toda a equipe, para que todos os funcionários queiram e estejam igualmente determinados a alcançar as metas importantes para a empresa”, destaca o especialista que ainda defende que não acredita em motivação e sim em transformação. “Uma pessoa transformada está sempre motivada.”.

O coach tem várias dicas precisas para o crescimento de toda a equipe, entre as quais está a de as falhas de uma equipe refletem as falhas do gestor, “Antes de descontar nos colaboradores quando há um problema, é importante colocar a mão na consciência e relembrar a sua própria função como gerente, que é a de comandar. 

Os seus subordinados irão trabalhar diante da direção que você dá, ou seja, se há um problema de conduta, ele reflete o exemplo que você deu. Se o problema é desmotivação da equipe, a estratégia que você está utilizando não está funcionando. Você só é competente quando consegue transformar as ações das pessoas ao seu redor em resultados positivos”, conclui Max.

Fonte: Max Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário