terça-feira, 6 de junho de 2017

Destinos ainda pouco procurados para fazer intercâmbio


Buscar destinos ainda pouco procurados e mais econômicos para estudar um idioma estrangeiro fora do Brasil é uma ótima alternativa. Países como Índia, Escócia e China são boas opções para aprender uma língua, conhecer uma cultura diferente e evitar a inevitável convivência com muitos brasileiros. Para os interessados, a World Study – organização de educação intercultural criada em 1998 e que oferece mais de 700 cursos em cerca de 60 países – sugere cinco destinos.

- China:

Fazer intercâmbio na China é uma forma de entrar em contato com a cultura do Oriente e se deparar com costumes e um estilo de vida completamente distintos dos ocidentais. 


Além da diferença de hábitos, apreender o mandarim – idioma falado por cerca de 1 bilhão de pessoas – vem ganhando cada vez mais importância devido ao enorme potencial da economia chinesa.  

- Peru:

Quem quer estudar espanhol, mas não deseja ficar muito longe do Brasil, a alternativa é o Peru, que tem custo de vida mais baixo que o brasileiro, além da possibilidade de conhecer de perto o legado de civilizações antigas, como o império inca. 


Além de apreender ou aperfeiçoar o idioma e conhecer sítios históricos como Machu Pichu e Chan Chan, o intercambista pode combinar estudo e trabalho voluntário em Cusco. 

- Escócia:

Estudar inglês na Escócia é uma oportunidade para quem deseja visitar cidades históricas, lagos e castelos impressionantes. 


Com custos menores que a vizinha Inglaterra, o estudante também pode conhecer o gaélico escocês, dialeto falado em algumas regiões do país e herança dos celtas que colonizaram a região há mais de dois mil anos. 

- Índia:

A possibilidade de conciliar estudo, trabalho voluntário e conhecer a cultura milenar indiana em um lugar exótico fascina intercambistas de espírito aventureiro e consciência social. 


Uma opção é o curso de quatro semanas de inglês em período integral e mais quatro semanas de atividades sociais com crianças, idosos ou pessoas com deficiência. 

- Chipre:

Apesar de a procura ter crescido nos últimos anos, Chipre ainda é um destino pouco comum. 


Na ilha, os intercambistas podem apreender a língua inglesa e desfrutar das águas cristalinas do Mar Mediterrâneo, dias ensolarados e muitas opções de lazer e turismo. Outro ponto positivo é o custo de vida bastante acessível. 


Fonte: Beth Guaraldo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário