quarta-feira, 19 de julho de 2017

Unesco declara novos patrimônios mundiais na Alemanha

                         
O Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco inseriu em sua última lista novos Patrimônios da Humanidade na Alemanha. Entre elas, construções Bauhaus, como a Escola Federal Bundesschule des Allgemeinen Deutschen Gewerkschaftsbundes, em Bernau, e cinco casas arcade de Hannes Meyer, em Dessau. Além disso, as cavernas Cracóvia e Eiszeitkunst – situadas na Jura da Suábia, em Baden-Wuerttemberg – passam a integrar a lista.

Os mais antigos trabalhos de arte na história da humanidade – mais de 50 no total e, em sua grande maioria, de marfim – foram encontrados em seis cavernas do Vale Ach. Nesses sítios arqueológicos, relíquias de expressões artísticas da Era Glacial permitem aos pesquisadores tirarem conclusões sobre os mais antigos vestígios dos seres humanos na Europa.

"Hoje, a Alemanha já é o principal destino cultural dos europeus. Com a nossa campanha Patrimônio Mundial da Unesco na Alemanha - O Turismo Cultural e Sustentável, reforçamos o desenvolvimento turístico deste Patrimônio Cultural em todo o mundo”, declara a chefe executiva do DZT, Centro de Turismo Alemão, Petra Hedorfer.

Para ela, “a inclusão de outras evidências únicas da história cultural da humanidade na lista de Patrimônios Mundiais dará um novo impulso aos destinos culturais na Alemanha, que, atualmente, conta com 42 atrações referendadas pela Unesco. Estamos preparando uma nova campanha para comemorar o 100º aniversário da Bauhaus, que acontecerá em 2019".

Para quem desejar conhecer esses sítios arqueológicos da Era do Gelo, diferentes museus históricos em Baden-Wuerttemberg reúnem vasto acervo. O Museu Pré-Histórico de Blaubeurentem, por exemplo, é focado no período paleolítico da região e abriga, entre outros achados originais, a Vênus de Millendorf e três flautas glaciais de marfim.

No espaço cutural os visitantes podem admirar não só os objetos, mas, também, testar ferramentas da Idade da Pedra. Outros artefatos da era dos homens caçadores-coletores estão em exibição permanente na coleção da Idade da Pedra no Museu do Estado de Wuerttemberg, em Stuttgart.

Em relação a Bauhaus, a Escola Federal de Bernau, ao norte de Berlim, conta com vários monumentos e está aberta ao público durante todo o ano, com visitas ao interior do prédio onde são apresentados detalhes sobre o edifício em quadros de informação. Em Dessau é possível participar de visitas guiadas diariamente à casa arcade de Hannes Meyer.

- Sobre o DZT:

O Centro de Turismo Alemão (DZT) é o portal nacional do turismo na Alemanha, com sede em Frankfurt amMain. A instituição representa a Alemanha como país turístico em nome do Ministério da Economia e Tecnologia (BMWi), que a apoia conforme uma resolução do Parlamento Federal alemão. 

O DZT desenvolve e comunica estratégias e produtos para ampliar no exterior a imagem positiva dos destinos turísticos alemães e para promover o turismo no país. Para isso, mantém 30 representações nacionais em todo o mundo. 


Fonte: Alexandre Saldanha  / Foto : Jochen Keute /DZT

Nenhum comentário:

Postar um comentário