sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Seis dicas para viajar de avião com crianças


As férias escolares chegaram. Com isso, muitas famílias aproveitam o período do recesso do final do ano para viajar. Mas, viajar com crianças nem sempre é muito fácil e pode deixar os pais mais cansados e preocupados, principalmente se a viagem for de avião. Quanto maior o tempo de voo, maior a necessidade de um planejamento para que tudo corra bem.

Além disso, alguns pais podem ter medo de voar e, com isso, passar essa ansiedade para as crianças, o que não é nada bom. Com a ajuda das psicólogas e fundadoras da VOE Psicologia, Fernanda Queiroz e Paola Casalecchi, elaboramos algumas dicas que podem ajudar os pais e as crianças a curtirem o voo.

1. Gerencie seu medo:

Lembre-se que o medo é seu e não do seu filho. Como as crianças copiam os comportamentos dos adultos, especialmente dos pais, é importante que você não demonstre seu receio sobre voar. Vale lembrar, inclusive, que a maioria das fobias se desenvolve na infância e filhos de pais fóbicos têm 15% a mais de chance de perpetuar o padrão de comportamento familiar na fase adulta.

2. Converse com a criança:

É muito importante preparar a criança, especialmente aquelas que já falam e entendem os pais, para a viagem. A ansiedade, muitas vezes, surge por medo do desconhecido. Se for a primeira viagem de avião, explique o que acontece e como ela deve se comportar. Fale dos procedimentos, do cinto de segurança, etc. Mostre fotos de como é a cabine dos pilotos, explique como eles dirigem o avião e como a equipe de bordo está preparada para ajudar todo mundo, caso haja necessidade.

3. Chegue cedo ao aeroporto:

Crianças costumam ficar fascinadas com pousos e decolagens. Assim, planeje chegar um pouco antes para poder mostrar os aviões, usar o banheiro e comer.

4. Diversão a bordo:

Viajar de avião longas horas pode ser entediante, mesmo para um adulto. No caso das crianças organize jogos, livros e brinquedos para distração durante o voo. Algumas aeronaves contam com filmes e videogame também.

5. Abrace:

Nada melhor que a criança se sentir segura. Aproveite a viagem para abraçar, dar colo ou até mesmo ficar de mãos dadas com a criança. O afeto durante o voo pode ajudar a acalmar os pequenos, especialmente os menores.

6. Alimentação:

Quem viaja com crianças deve estar preparado para tudo. Por isso, leve frutas, biscoitos ou alimentos que façam parte do cardápio do dia a dia e não estraguem com facilidade. Se a criança ainda mama no peito, também é uma excelente maneira de evitar dor de ouvido, especialmente no pouso e na decolagem.

“Mas, se nenhuma estratégia funcionou e a criança ficar com medo durante o voo, o ideal é tirar o foco, falando de outros assuntos, como, por exemplo, como será legal a viagem, os lugares que irão conhecer, etc. Os pais também podem orientar a criança a respirar, pois a respiração lenta e profunda ajuda a diminuir a ansiedade”, explica Paola.

Vale lembrar que o medo de voar pode ser tratado. A VOE Psicologia oferece um curso intensivo de dois dias ou a terapia breve. Em 10 sessões, por exemplo, é possível se livrar de uma vez por todas do medo de voar.


Fonte: Leda Sangiorgio

Nenhum comentário:

Postar um comentário